segunda-feira, novembro 27, 2006


CONSTRUTOR DE CAMINHOS


Caminheiro, não te esqueças
Da verdade que resumo:
Com tuas próprias ações
É que traças o teu rumo.
Repara e verás sem custo,
Por onde já tenhas ido,
Que foste tu que fizeste
O caminho percorrido.

À medida em que prossegues,
A própria inércia vencendo,
Por debaixo dos teus pés
o caminho vai nascendo...

À retaguarda, somente
O teu trajeto restrito
Mas adiante, à tua espera,
O espaço imenso e bendito.

Vigia, pois os teus passos,
Ó construtor de caminhos,
Que ao derredor de teus rastros
Crescem flores ou espinhos!...


Eurícledes Formiga







Toda viagem começa com um passo,
já diz o provérbio.
E, passo a passo,
vamos conquistado o caminho.

Que seus passos sejam
fruto da escolha acertada
e que eles o conduzam,
de maneira firme e serena,
pela estrada que leva à evolução.

Tenha uma semana muito bonita
onde você encontre muitas flores,
cores e aromas embelezando
o seu caminhar.


Mensagem semanal da Casa Espírita Eurípedes Barsanulfo :: Jacarepaguá/RJ::




domingo, novembro 26, 2006




SINAIS DA VIDA


Faze de cada pedra de tropeço um degrau de tua ascensão;

de cada obstáculo com que te defrontes, um sinal de advertência;

de cada reincidência no mal um alerta para que te mantenha mais vigilante;

de cada deslize, uma lição que se repete para que não olvides a tua própria fragilidade;

de cada desilusão um convite à realidade;

de cada lágrima uma lente com que melhor consigas divisar o caminho;

de cada ofensa uma nova oportunidade de aprender a superar-te;

de cada sofrimento, uma exortação para que te fortaleças na fé;

de cada mágoa recebida um exercício de esquecimento de ti mesmo;

de cada crítica incentivo ao trabalho em que deves te aperfeiçoar;

de cada ingratidão estímulo à prática do bem desinteressado;

de cada sentimento de culpa a valorização da virtude.


Irmão José


Do livro Dias Melhores :: Psicografia de Carlos A. Bacelli::Mensagem do Grupo Espírita Renascer:: Iguatama/MG

segunda-feira, novembro 20, 2006



MENSAGEM DO ESPÍRITO BEZERRA DE MENEZES NO ENCERRAMENTO DA 52ª SEMANA ESPÍRITA DE VITÓRIA DA CONQUISTA, EM 11/09/2005.


Somente o amor, conforme nos ensinou Jesus, poderá conduzir-nos com segurança nos dias em que todos estamos atravessando. Não é necessário que tenhamos uma sensibilidade especial para perceber esse momento de provas e de ásperas expiações. Os clarins da nova era soam anunciando o amanhecer do glorioso dia do futuro.

É natural que as sombras densas predominem na economia social e psíquica da Terra, como herança das ações perpetradas pelo ser humano nos dias do passado. Vós fostes convidados a meditar em torno da palavra de Jesus e estais honrados com o convite para segui-Lo. A convocação do mestre chega-vos aos refolhos da alma suplicando-vos paz e compaixão. Não vos permitais o desequilíbrio que se encontra em toda parte. Preservai a harmonia interior, mesmo quando convocados à luta redentora.

Espíritas, meus filhos da alma, o Senhor não espera realizações grandiosas de vós outros, mas Ele conta com a parcela da vossa compreensão e misericórdia em relação ao vosso próximo. O genitor difícil e irresponsável e a mãezinha desajustada e agressiva são a doce pedagogia da vida ensinando misericórdia à prole, compaixão para enfrentar a agressividade do mundo exterior. O filho rebelde e doente, o toxicômano alucinado apresentando as escalas do desespero da alma, a filhinha vulgar e insensata, são convites ao amor. Amar aqueles que são mais infelizes constitui o grande desafio da vida nesse momento grave. A psicosfera terrestre apresenta-se assinalada pelos tóxicos do horror. A dor galvaniza em toda parte a multidão dos aflitos que perambula aturdida; o número é incontável dos que perderam o endereço de Deus. A violência, sob qualquer aspecto considerado, prossegue dominando mentes e corações.

Tende paz, preservai-a em vosso mundo íntimo, logrando a alegria de viver, agradecendo a Deus a oportunidade de conduzir-vos à luz da esperança, no meio da escuridão e do desespero.

Não revideis mal por mal; não vos permitais cobrança por dívida, exigência por exigência. Tende compaixão. Com um pouco de compaixão e de misericórdia vereis o amor expandir-se em relação à multidão dos desassisados e infelizes. A vida é rica de problemas engendrados pela própria criatura humana.

Jesus deu-nos o Evangelho como solução. Adulterado e menosprezado foi transformado em arma de extermínio, e o compadecido Amigo não amado oferece-nos o Espiritismo, permitindo que ele e os seus nobres mensageiros, como estrelas, tombem sobre a Terra iluminando o mundo.

Exultai! Cantai hosanas ao amor e amai até o momento em que possais dizer: já não sou eu quem vivo, mas é o amor que vive em mim.

Muita paz meus queridos! Ide em paz!

Não vos esqueçais destes dias, do que ouvistes, de tudo o quanto participastes. Não substituais as lembranças pelos banquetes da frivolidade, que apagam da memória os acontecimentos nobres.

Nós outros, os espíritos espíritas, vossos amigos, estaremos convosco. Tornai-vos dúcteis à nossa voz, tornai-vos maleáveis à comunhão conosco.

Que o Senhor de bênçãos vos abençoe.

São os votos do servidor humílimo e paternal de sempre, Bezerra.

Muita paz!

Bezerra de Menezes

domingo, novembro 19, 2006


NÃO CAIRÁS



Se perseverares no trabalho no bem, o trabalho no bem te garantirá o equilíbrio.

Se não desistires da fé sob o implacável guante da tentação...

Se não te afastares dos compromissos, por mais que eles te imponham sacrifício...

Se não abandonares o fardo à margem, por mais que te custe transportá-lo aos ombros...

Se não te subornares em tua dignidade, cedendo às facilidades com que o mundo te acene...

Se no clima de acerbas provações, não te rebelares contra os Sábios Desígnios da Providência...

Se não permaneceres de braços cruzados, na expectativa da intervenção do Alto na solução de teus problemas...

Se não desacreditares do poder da oração, mesmo quando o socorro que implorares parece tardar...

Se não te deixares fragilizar pelas decepções sucessivas que experimentes em relação aos outros...

Se não esperares dos companheiros além do que seja justo esperar de alguém com as limitações que te são próprias...

Se não procurares qualquer espécie de evidência pessoal na tarefa que abraçaste...

Sem dúvida que, na jornada que empreendas na direção da luz, te sentirás muitas vezes renteando o abismo mas não cairás.


Irmão José


::Do livro Dias Melhores ::Psicografia de Carlos A. Bacelli::Mensagem semanal do Grupo Espírita Renascer:: Iguatama/MG::

sexta-feira, novembro 17, 2006




PLANTA O BEM

Na verdade e na justiça
Que a lei de Jesus encerra,
Receberemos de acordo
Com os nossos atos na Terra.

As ações do bem que fazes
E as ações do mal, em suma,
São sementes: serão árvores
Frutificando uma a uma.

Evita os males do mundo
Que dão árvores de espinho.
Planta o bem e terás frutos
De amor e paz no caminho.

Sobretudo não te esqueças,
Se não podes dar vintém,
Que não praticar o mal
É já fazer grande bem.

Casimiro Cunha





Quem planta com o coração
colhe incontáveis bênçãos.


Que nesta semana você se dedique
ao cultivo das flores do amor,
da simpatia, do carinho,
da solidariedade, da paz,
da harmonia, da sabedoria.


E que todas as sementes
dêem flores multi-coloridas,
que transformarão em pura beleza
os jardins da sua alma.


Que o plantio seja generoso
e a colheita, abundante.


Tenha uma semana repleta de alegrias.


segunda-feira, novembro 13, 2006

O antídoto do medo é a fé



Para viver bem...


Não tenha medo.

Provavelmente, aquilo que você teme jamais acontecerá.

Quantas vezes em sua vida houve momentos de angústia e ansiedade
por preocupar-se com insucessos que não ocorreram?

Esquecemos facilmente desses momentos e nos angustiamos,
freqüentemente, sem motivos.

O antídoto do medo é a fé.

Use-a, acredite que com a ajuda de Deus
você terá êxito em todos os seus empreendimentos.

Acredite nisso, esqueça o medo, pois você já o venceu.


Humberto Pazian


::Texto extraído do livro Para viver bem... página 148Editora PetitAutor: Humberto Pazian ::Mensagem do Grupo Espírita Fraternidade de Assis/SP::




domingo, novembro 12, 2006


NÃO TEM LIMITE


Não frustres a expectativa de quem procura em ti o socorro de que necessita.

Não te digas impossibilitado de auxiliar.

Ainda que não possas atender integralmente as reivindicações que te são endereçadas,
não permitas que ninguém se retire de mãos vazias de tua presença.

Improvisa algo em favor da penúria que, em ti, busca o amparo da Divina Providência.

Imagina-te na condição de último reduto para a esperança de muita gente.

Como te sentirias, após teres batido inutilmente à porta de quem contavas por derradeiro?

Que te custa uma palavra de ânimo aos desencorajados?

Que diferença farão em teu bolso algumas moedas a menos?

Advoga a causa dos sofredores, para que, diante das Leis que regem os princípios da Vida, encontres quem se disponha a advogar a tua.

Esforça-te para não dizer "não", a quem recorra aos teus préstimos.

Não te justifiques em tua omissão ou indiferença, ante a carência dos outros.

Se já auxiliaste, uma ou mais de uma vez, a quem se habituou a valer-se de tua generosidade, recorda que a verdadeira caridade não tem limite.



Irmão José


Do livro Dias Melhores :: Psicografia de Carlos A. Bacelli :: mensagem semanal do GRupo Espírita Renascer:: Iguatama/MG::

quarta-feira, novembro 08, 2006





"Se você pode fazer alguma coisa ou pensa que pode, comece.
A ousadia contém força, coragem e magia."

Goethe

terça-feira, novembro 07, 2006


SERVIDOR DE DEUS



Em qualquer atividade que exerças,
considera-te servidor de Deus.
Por mais humilde seja a tua profissão,
ela é por demais valiosa
no conjunto social em que te encontras.
Cumpre com os teus deveres com alegria
consciente do seu significado,
do valor que eles têm e de quanto
são importantes para a comunidade.
Ilhas imensas surgem nos mares,
construídas por humildes ostras.
Desertos colossais resultam de
pequenos grãos de areia que se acumulam.
Oceanos volumosos são nada mais
do que gotinhas nágua.
A tua parcela no mundo
é de grande relevância.
Portanto,
trabalha com disposição e nobreza.
Joanna de Ângelis



Muitas vezes deixamos de agir no bem
porque ficamos aguardando aquela oportunidade ímpar,
aquela condição espetacular,
aquela situação especial onde realmente
poderíamos contribuir com uma parcela
por nós considerada significativa.
No entanto, são as pequenas ações,
os gestos simples, mas carregados
de amor e boa vontade,
que efetivamente contribuem
e promovem a mudança.
De grão em grão é que
modificamos o nossos hábitos
e de passo em passo é que
caminhamos na estrada evolutiva.
Assim sendo, sempre está ao nosso alcance
contribuir para que o mundo,
este mundo que é nosso, também,
se transforme num lugar melhor.
Somos partículas do universo
Mas juntos, consiguiremos sanear e
fazer brilhar todo o nosso planeta.
Que nesta semana, e por todas as demais,
você seja luz a brilhar e envolver de amor e paz
todos que estão ao redor.

Mensagem da semana da Casa Espírita Eurípedes Barsanulfo :: RJ

segunda-feira, novembro 06, 2006




Seja autêntico



Para viver bem...

Temos que assumir o controle de nossas vidas.

Na infância, por necessitarmos de orientação,
deixamos que nossos pais nos mostrem o caminho a seguir.

Quando jovens, porém, ignoramos os pais e permitimos que a turma,
ou os ídolos determinem nossos gostos e rumos.

Já adultos, deixamos essas esquisitices e saudamos o que a mídia e as filosofias ditam.

Quando em idade avançada, já não permitem que decidamos sobre nossas vidas por acharem que não temos mais juízo.

Em suma, em todas as etapas da vida não vivemos de acordo com nossa vontade.

Reassuma o domínio de sua vida!

Humberto Pazian

Texto extraído do livro Para viver bem... página 146::Petit Editora::Autor: Humberto Pazian

domingo, novembro 05, 2006



GUARDA CONTIGO


A consciência do dever cumprido.
A certeza de nunca ter prejudicado alguém de maneira deliberada.
A tranqüilidade de quem sempre procurou ser justo.
A alegria de quem jamais se corrompeu em seus próprios princípios.
A paz íntima de quem nunca contemporizou com a finalidade de auferir vantagens passageiras.
A convicção de quem, embora não tendo feito tudo que devia, se esforçou ao máximo para tanto.
A indefinível sensação de bem-estar que experimenta quem não é omisso diante da necessidade alheia.
A ventura de quem não perdeu ocasião alguma de ser útil.
A serenidade de quem perseverou até o limite de suas forças para não ceder às sugestões do mal.
A nobreza de caráter de quem rende culto à Verdade.
A segurança de quem se reconhece trilhando o melhor caminho e dele não se afasta.
A indômita coragem dos que continuam lutando para vencerem a si mesmos.



Irmão José


Do livro Dias Melhores :: Psicografia de Carlos A. Bacelli :: Mensagem semanal do Grupo Espírita Renascer/ Iguatama/MG

sexta-feira, novembro 03, 2006

FREI LUIZ REINKE

MISSIONÁRIO FRANCISCANO


FREI LUIZ, nasceu TEODORO HENRIQUE REINKE em 29 de junho de 1872 – filho dos camponeses HERMAM E MARIA REINKE.

Nasceu na ALDEIA de MARIENSFELD ( Que quer dizer : CAMPO DE MARIA ) situada próxima às nascentes do EMS, na região da WESTFÁLIA, NA ALEMANHA.

Tinha uma irmã , 14 anos mais velha, GERTRUDE, de temperamento prussiano, que ajudou a mãe a educá-lo pois perdera o pai bem cedo .
Sua educação foi rigorosíssima, dentro do regime quase militar prussiano. Muitas varadas soaram no corpo de TEODORO HENRIQUE, que era punido cruelmente, a fim de manter a disciplina. Família Católica Convicta, num período dominado pela prepotência de BISMARK; TEODORO, sempre sonhava com um Frade amparando o menino Jesus, visualizava uma terra longínqua e bela.( Premonizando o Futuro )

Maria, a mãe, dotada de premonições. Assim como ela ,FREI LUIZ previa acontecimentos, tempestades, tinha premonições e realizava curas.

Em 1887, a ALEMANHA se submete ao Papa. E TEODORO HENRIQUE inicia suas aulas de religião, com o Vigário católico local.

Em 1890- Aos 18 anos , parte de MARIENSFELD para o colégio seráfico de HARREVELD, na Holanda, onde florescia uma ordem de SÃO FRANCISCO DE ASSIS, tendo como base: A CARIDADE E A HUMILDADE , características da personalidade de FREI LUIZ.

Em 1894, maio – Recebeu o Hábito de Noviço Franciscano, adotando o nome de FRATER ALUISIUS , tendo como seu Protetor ,São Luiz Gonzaga.

Primeiro aluno do seminário; escolhido com mais 40 jovens , para missionar em terras Brasileiras. Frei Ciríaco Hielcher o acompanha na viagem empreendida, com destino ao BRASIL. No vapor Alemão de nome Argentina, onde só haviam os Noviços passageiro; tendo como base, treinamento árduo de disciplina e horários rígidos .

Em 1894, 21 de Junho – O navio, como um convento ambulante, parte de Hamburgo.

Em 1894,10 de Julho – Aos 22 anos , aporta na Bahia, indo para o convento de São Francisco, onde inicia seus estudos para receber as Ordens Menores .

Em 1896- FREI LUIZ, atingido pela peste da febre amarela, depois pelo beribéri que deixou seqüelas até o fim de seus dias; e vitima também da tuberculose, já bem debilitado, surge diante dele, um velhinho,(sem que ninguém soubesse como entrara no convento), e dando-lhe um frasco que continha um líquido esbranquiçado, disse-lhe que não desanimasse e que ficaria bom se bebesse, de uma só vez, o remédio.FREI LUIZ, assim o fez e ficou completamente curado!
Quem seria aquele mensageiro divino?

Passou pela Bahia, Olinda, Rio de Janeiro, Bicas, em Minas.

A 2 de dezembro de 1899, embarcou para o Rio de janeiro.

Em 1900, 2 de janeiro- Na companhia ainda de Frei Ciríaco, no recém fundado convento Franciscano do Sagrado Coração de Jesus, FRATER ALUISIUS se Ordena Sacerdote já em 1900, 24 de fevereiro.

Em 04 de Março do mesmo ano, ele reza a sua 1ª MISSA, no Altar Mor.

Em 1905, cinco anos após receber as ordens maiores, dedica-se AO ESTUDO DA VIDA DO SEU PROTETOR, SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA e escreve o livro
“ VIDA E CULTO DE SANTO ANTÔNIO “ Trabalho bastante elogiado na época.

Entre 1914 e 1918 , os anos que se seguiram á 1ª Guerra Mundial, preocupado com a falta de religião que grassava no mundo, e com o avanço do comunismo ele fundou, em Petrópolis, o “ Centro Católico “, e editava um jornal chamado “ CENTRO”.

Sob o pseudônimo de “ LÍRIO DO VALE”, traduz o célebre romance “ Josefina” de Franz Von Seeburg, que mereceu do conde de Afonso Celso, um delicado prefácio, datado de 20 de fevereiro de 1911. Estudou a flora Brasileira, e no aprendizado que fez entre os fazendeiros e matutos, indicava ervas raízes , para os males do corpo.
Apesar de humilde, muito humilde, era, às vezes, muito corajoso.Quando soava a hora do perigo, a ovelha transformava –se em leão e não recuava diante da luta; desdenhava da vaidade, mas não fugia do dever.

FREI LUIZ sofreu no Rio de Janeiro um grave acidente de automóvel, que lhe deixou como conseqüência, uma pequena deformação na testa e vários dentes partidos, o que passou a dificultar sua dicção.

A 11 de dezembro de 1931, sofreu FREI LUIZ , por volta das 14 horas, na “Portaria”
DO CONVENTO DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, em Petrópolis, um atentado à sua vida.
O indivíduo Antônio Mário Hansen, apontando um velho e volumoso revólver, fez fogo, quase à queima roupa, sobre FREI LUIZ, visando-lhe as costas, na altura dos pulmões .ao ser levado para o Hospital Santa Teresa, recomendou: Compaixão para o facínora ,nunca se livrou dos resíduos da bala.

Em 1932, 05 de janeiro – saiu do hospital com sua saúde ainda mais comprometida- Mesmo assim Celebrou MISSA em ação de graças no ALTAR DE SANTO ANTÔNIO diante de uma igreja lotada .

Em 1937, 08 de Abril – Cercado pelos amigos religiosos e leigos, conservando a consciência, falou de Amor e Caridade .Deixou a Mensagem FINAL.

“Nunca deixei de praticar a caridade,
Fosse para quem fosse, fosse do que fosse:
- A caridade da esmola material.
- A caridade do socorro espiritual .
- A caridade do pão
- A caridade da palavra.
Esta será a minha Glória e a minha Oferenda a Jesus Menino.

Às 23 horas, FREI LUIZ , faleceu...

quinta-feira, novembro 02, 2006



Síndrome de Pilatos



Estamos ouvindo um companheiro em sofrimento externando a própria dor através das lágrimas e aqui estamos com a nossa palavra de fé e de incentivo ao trabalho de uma casa espírita, que, assim, pode ser comparada a um hospital erguido entre dois lados Vida...

Desencarnados enfermos e encarnados doentes, todos, ao mesmo tempo, necessitando do concurso do Divino Médico... Mas os enfermeiros, por vezes, também adoecem .Os médicos, não raro, igualmente, são pacientes; todos somos necessitados de tratamento dentro desse grande hospital...

Às vezes, temos a impressão de que estamos em pleno campo de batalha: granadas e metralhas, companheiros feridos, esvaindo-se em sangue, fraturas expostas... Precisamos de amparo mútuo, aquele que possui o movimento das pernas pode carregar aquele que, ferido, se arrasta. E o que está ferido nas pernas, se ainda enxerga, pode guiar quem teve a visão prejudicada...

Amparemo-nos uns aos outros, compreendamo-nos nas fraquezas que nos dizem respeito, entendamos a necessidade individual de aprimoramento e nos esforcemos pelo melhor no cotidiano.

As dificuldades existem, existirão sempre, a luta prosseguirá... Vez por outra, podemos escutá-los refletindo no silêncio do próprio recolhimento: - Meu Deus, por que tantos conflitos?!...

Saibam que quem não incomoda não é incomodado; quem não incomoda o mal não é incomodado por ele; o acomodado permanece inerte, no lugar que lhe diz respeito...

Reparemos a história do Cristianismo... Séculos de intrigas, de lutas, ambição pelo poder, sempre o interesse de alguns prevalecendo sobre o de muitos, o interesse do Senhor sendo postergado... Interesses que, infelizmente, ainda prevalecem sobre os interesses divinos...
Se não interesse material, emocional; se não interesse emocional, intelectual, se não intelectual, interesse social... Deturpamos as palavras, desvirtuamos assuntos, interpretamos de forma equivocada, induzimos a falsas deduções...

Fomentamos a discórdia, melindres e nos consideramos isentos, livres de qualquer responsabilidade... Padecemos da Síndrome de Pilatos: pedimos a bacia com água para lavar as mãos; mergulhamos mãos sujas em águas barrentas...

Compreendamos, de forma superior, os acontecimentos; preservemos a obra defendamos a Doutrina, resguardemos o ideal... Responderemos mais pelas nossas intenções , do que pelos nossos atos!

Que o Senhor nos fortaleça, mantenha esta casa em paz, este grupo, os companheiros unidos no trabalho e na fraternidade.
Não pedimos ao Senhor a paz que não merecemos, mas rogamos à Ele a paz que nos seja possível, pela intercessão de sua infinita misericórdia!

Irmão José

Mediunidade Corpo e Alma
Carlos A. Baccelli

Do blog Luz do Espiritismo

Nunca é um tempo longo demais


Para viver bem...

Nunca é um tempo longo demais, é como dizer: por toda a eternidade.

Será que dá para afirmar qualquer coisa relacionada a isso? “toda a eternidade!”

Pois é, mas é o que muitas vezes afirmamos, “nunca mais vou vê-lo”,

“nunca mais poderei fazer isto ou aquilo”,

“nunca terei outra oportunidade como esta”, e assim por diante...

Excentricidades à parte, não diga mais “nunca”.

Acredite na evolução e mudanças de todas as coisas, inclusive a sua vida!


Humberto Pazian


Texto extraído do livro Para viver bem... página 146Letras & Textos ::Mensagem semanal do Grupo Espírita Fraternidade de Asssis ::São Paulo