Pachelbel - Canon In D Major

domingo, outubro 21, 2007

Monet :: Pintura mediúnica pelo médium Medrado/BA



MENTIRA



Nenhum relacionamento afetivo, em qualquer nível, se estrutura na falta de sinceridade.

A mentira, mais cedo ou mais tarde, acaba desnudando-se ante o espelho da Verdade.

Se sofres com algum problema íntimo que te prejudica o modo de ser, confia-o a quem te ama.

Não hás que ter receio do que és, e sim do que aparentas.

Todos, com uma ou outra exceção, ocultam certos traumas na personalidade, oriundos de equivocadas experiências do pretérito.

Se atravessas conflitos de natureza psicológica, interferindo na espontaneidade dos teus sentimentos, não consintas que eles se arrastem contigo.

Sê transparente e não temas te expor a quem possa te auxiliar.

Os que estariam aptos a apedrejar-te são justamente os que jamais o farão.

Quem admite os seus erros e se dispõe a repará-los demonstra singular e nobre grandeza de espírito.

Os transtornos ocasionados pela verdade que se diz são temporários, mas os da mentira que os sustenta são perenes.
Irmão José

Do livro Teu Lar:: Pelo Espírito Irmão José:: Psicografia de Carlos A. Baccelli

sexta-feira, outubro 12, 2007




A Paz Nasce No Lar




Você já se deu conta de que as guerras, tanto quando a violência, nas suas múltiplas faces, nascem dentro dos lares?

Em tese, é no lar que aprendemos a ser violentos ou pacíficos, viciosos ou virtuosos. Sim, porque quando o filho chega contando que um colega lhe bateu, os pais logo mandam que ele também bata no agressor.

Muitos pais ainda fazem mais, dizendo: "filho meu não traz desaforo para casa"; "se apanhar na rua, apanha em casa outra vez"! Se o filho se queixa que alguém lhe xingou com palavrões, logo recebe a receita do revide: "faça o mesmo com ele". "vingue-se", "não deixe por menos".


Quando o amiguinho pega o brinquedo do filho, os pais intercedem dizendo: "tire dele, você é mais forte", "não seja bobo"!

Essas atitudes são muito comuns, e os filhos que crescem ouvindo essas máximas, só não aprendem a lição se tiverem alguma deficiência mental, ou se forem espíritos superiores, o que é raro na terra.


O que geralmente acontece é que aprendem a lição e se tornam cidadãos agressivos, orgulhosos, vingativos e violentos. Ingredientes perfeitos para fomentar guerras e outros tipos de violências.


Se, ao contrário, os pais orientassem o filho com conselhos sábios, como: perdoe, tolere, compartilhe, ajude, colabore, esqueça a ofensa, não passe recibo para a agressividade, os filhos certamente cresceriam alimentando outra disposição íntima.


Seriam cidadãos capazes de lidar com as próprias emoções e dariam outro colorido à sociedade da qual fazem parte. Formariam uma sociedade pacífica, pois quando uma pessoa age diante de uma agressão, ao invés de reagir, a violência não se espalha.



A paz só será uma realidade, quando os homens forem pacíficos, e isso só acontecerá investindo-se na educação da infância.


Os pais talvez não tenham se dado conta disso, mas a maioria dos vícios também são adquiridos portas à dentro dos lares. É o pai incentivando o filho a beber, a fumar, a se prostituir, das mais variadas formas.


É a mãe vestindo a filha com roupas que despertam a sensualidade, a vaidade, a leviandade.


Meninas, desde os três anos, já estão vestidas como se fossem moças, com roupas e maquiagens que as mães fazem questão de lhes dar. Isso tudo fará diferença mais tarde, quando esses meninos e meninas estiverem ocupando suas posições de cidadãos na sociedade.

Então veremos o político agredindo o colega em frente às câmeras, medindo forças e perdendo a compostura.


Veremos a mulher vulgarizada, desvalorizada, exibindo o corpo para ser popular.

Lamentavelmente muitos pais ainda não acordaram para essa realidade e continuam semeando sementes de violência e vícios no reduto do lar, que deveria ser um santuário de bênçãos.


Já é hora de pensar com mais seriedade a esse respeito e tomar atitudes para mudar essa triste realidade.


É hora de compreender que se quisermos construir um mundo melhor, os alicerces dessa construção devem ter suas bases firmes no lar.







Jesus, nosso Irmão Maior, trouxe-nos a receita da paz.
Com Ele poderemos erguer-nos, da treva à luz.
Do instinto à razão.
Da força ao direito.
Do egoísmo à fraternidade.
Da tirania à compaixão.
Da violência ao entendimento.
Do ódio ao amor.
Da extorsão à justiça.
Da dureza à piedade.
Do desequilíbrio à harmonia.
Do pântano ao monte.
Do lodo à glória.



Equipe de Redação do site http://www.momento.com.br/, com base em seminário proferido por Raul Teixeira, no VI SIMPÓSIO PARANAENSE DE ESPIRITISMO, no dia 27/05/03, e no cap. 61 do livro Pão Nosso, ed. FEB.

domingo, outubro 07, 2007



Jovens e Jovens


A juventude, os jovens de modo geral, têm sido assunto constante nos noticiários atuais. Fala-se das jovens adolescentes que engravidam prematuramente...



De jovens perdidos no lodaçal dos vícios...



De jovens que põem fogo em índios e mendigos...



De jovens tresloucados, que se arrebentam em acidentes violentos nas competições ilegais, chamadas "rachas".



Quando lemos ou ouvimos tais informações, ficamos chocados com tantos desatinos e logo imaginamos o que será do futuro da Terra, se a juventude está perdida.



Todavia, os olhos e ouvidos interessados, podem ler ou ouvir vez que outra, uma tímida notícia de jovens que se dedicam com fervor ao bem geral.



São jovens cientistas premiados pelos esforços dedicados em busca de melhor qualidade de vida para enfermos anônimos...



Jovens que se entregam de corpo e alma às artes, exaltando o bem e o belo. Com habilidade extraem sons melodiosos dos teclados... Com graciosidade cantam, dançam, fazem acrobacias nas quadras esportivas...



Jovens saudáveis que dedicam o tempo a distrair e alegrar pessoas idosas e enfermas enclausuradas em velhanatos...



Adolescentes que se chocam com a miséria do próximo e envidam esforços para minorar-lhes o sofrimento...



Tantos são os jovens que são arrimo da família. Que trabalham de sol a sol na lavoura, regando com o próprio suor a terra generosa de onde retiram o sustento...



Jovens médicos que, com mãos hábeis, fazem cirurgias extraindo tumores dos corpos, sem deixar vazio o coração dos pacientes desesperados.



Jovens que, apesar de conquistarem a fama, não se permitem a promiscuidade nem se prestam a promover produtos que incitam aos vícios nem aos desregramentos na área da sexualidade.



Jovens que falam do Cristo e buscam viver Seus ensinos..



Como podemos perceber, há jovens e jovens...



Se o bem fosse mais divulgado, certamente seria imitado e adotado como postura por tantos jovens indecisos, inseguros, que acabam se decidindo pela maioria, ou pelo que pensam ser a maioria.



Assim, tenhamos a certeza de que a juventude não está perdida e que o futuro já está acontecendo hoje, com essa força juvenil saudável e entusiasta, capaz de derrubar as estruturas apodrecidas da sociedade em que vive e fortalecer os costumes sadios e promissores vigentes.



Ser jovem é não ter cumplicidade negativa com o passado. É não se deixar contaminar pelos hábitos viciados de outras gerações. Ser jovem é viver com entusiasmo, semeando alegria com discernimento. A juventude é a primavera da vida, e jovem sem entusiasmo é como uma flor sem perfume, que tende a ser derrubada pelos primeiros ventos do inverno.





Monet :: Pintura mediúnica pelo médium Medrado/BA

Temos aprendido que a juventude é um estado de espírito...
Portanto, o jovem para ser feliz, deve erguer bem alto a bandeira da solidariedade, da fraternidade e da verdadeira liberdade, que é a paz da consciência tranqüila.



terça-feira, outubro 02, 2007




Espere, pois Deus proverá suas necessidades


Para viver bem...


Acredite que Deus conhece todas as suas necessidades.
Portanto, não precisa ficar pedindo a toda hora a mesma coisa.
A não ser que lhe falte a fé.
Prepare-se para falar com Deus com respeito e sinceridade, faça seu pedido e coloque-o nas mãos dEle, na certeza de que, se for o melhor, já estará sendo realizado.
Por pior que a situação se apresente, jamais se sinta desamparado.
Por mais que você não acredite, Ele sabe do que realmente necessitamos e quando menos se espera a solução vem.

Humberto Pazian



Texto extraído do livro Para viver bem... página 30::Editora Petit::Autor: Humberto Pazian