Pachelbel - Canon In D Major

sexta-feira, novembro 29, 2013

Tocar uma flor sem incomodar as estrelas - Alkindar




Tocar uma flor sem incomodar as 

estrelas

Alkindar

Quando o poeta inglês Francis Thompson escreveu:

"Por um poder imortal, todas as coisas, perto ou distante, ocultamente estão ligadas entre  si. E tão ligadas estão, que não se pode tocar uma flor sem incomodar as estrelas", muitos pensaram não se tratar de uma frase inspirada.

O físico J S Bell propôs um teorema, em 1964 cuja confirmação ocorreu em 1972 e tem sido confirmado por séries de experiências sequentes. 

A comprovada teoria de Bell afirma:

Se uma molécula for dividida de tal forma que os elétrons se separem e depois o spin de um elétron for alterado, os spins dos outros elétrons que originalmente estavam unidos a eles vão corresponder-se imediatamente, não importa a que distância esteja um do outro".

O teorema de Bell confirma que há uma conexão entre você, tudo e todos no mundo.


Portanto, somos mais responsáveis do que pensávamos por nossos pensamentos e palavras.

Compilação de Alkindar

quinta-feira, novembro 28, 2013

Acalma Meu Passo Senhor - Ivete Tayar




Acalma Meu Passo Senhor



Ivete Tayar


Acalma meu passo, Senhor!


Desacelera as batidas do meu coração,acalmando minha mente.


Diminua meu ritmo apressado com uma visão da eternidade do tempo.


Em meio às confusões do dia a dia, dê-me a tranqüilidade das montanhas.


Retira a tensão dos meus músculos e nervos com a música tranqüilizante dos rios de águas constantes que vivem em minhas lembranças.


Ajuda-me a conhecer o poder mágico e reparador do sono.


Ensina-me a arte de tirar pequenas férias: reduzir o meu ritmo para contemplar uma flor,papear com um amigo, afagar uma criança, ler um poema, ouvir uma música preferida.


Acalma meu passo, Senhor, para que eu possa perceber no meio do incessante labor cotidiano dos ruídos, lutas, alegrias, cansaços ou desalentos, a Tua presença constante no meu coração.


Acalma meu passo, Senhor, para que eu possa entoar o cântico da esperança, sorrir para o meu próximo e calar-me para escutar a Tua voz.


Acalma meu passo, Senhor, e inspira-me a enterrar minhas raízes no solo dos valores duradouros da vida, para que eu possa crescer até as estrelas do meu destino maior.


Obrigada Senhor, pelo dia de hoje, pela família que me deste, meu trabalho e sobretudo pela Tua presença em minha vida.



Obrigada, Senhor!

Preocupações - André Luiz




Preocupações

André Luiz



Não se aflija por antecipação, porquanto é possível que a vida resolva o seu problema, ainda hoje, sem qualquer esforço de sua parte.


Não é a preocupação que aniquila a pessoa e sim a preocupação em virtude da preocupação.


Antes das suas dificuldades de agora, você já faceou inúmeras outras e já se livrou de todas elas, com o auxílio invisível de Deus.


Uma pessoa ocupada em servir nunca dispõe de tempo para lembrar injúria ou ingratidão.


Disse um notável filósofo: "uma criatura irritada está sempre cheia de veneno", e podemos acrescentar: "e de enfermidade também".


Trabalhe antes, durante e depois de qualquer crise e o trabalho garantirá sua paz.


Conte as bênçãos que lhe enriquecem a vida, em anotando os males que porventura lhe visitem o coração, para reconhecer o saldo imenso de vantagens a seu favor.


Geralmente, o mal é o bem mal-interpretado.


Em qualquer fracasso, compreenda que se você pode trabalhar, pode igualmente servir, e quem pode servir carrega consigo um tesouro nas mãos.


Por maior lhe seja o fardo do sofrimento, lembre-se de que Deus, que aguentou você ontem, aguentará também hoje.



 XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz.  Sinal Verde.


Ando devagar porque já tive pressa - Momento Espírita




Ando devagar porque já tive pressa



Ando devagar porque já tive pressa... 


Pressa de ter tantas coisas, de chegar a tantos lugares, pressa do ter, do parecer.


Mas hoje ando a passo lento, pois já entendo que a vida é uma busca de si mesmo, do ser: ser melhor, ser amável, ser amigo, ser sensível, ser compassivo, ser caridoso...


Hoje compreendo que é preciso paz para poder sorrir, pois o sorriso verdadeiro, a felicidade autêntica, vem da paz de espírito, a paz de consciência, de quem segue o caminho do bem a todo custo.


Entendo também que as chuvas são bem-vindas, e que sem elas não há floradas, pois é preciso chuva para florir.


A dor nos esculpe a alma, quando bem entendida, quando bem absorvida nos passos diários da lida.


Ando devagar porque já tive pressa... 


Pressa do sucesso a qualquer custo, pressa de ser popular, de ser o primeiro, de agradar a todos...


Mas hoje ando tranquilo, percebendo mais as manhas e as manhãs, o sabor das massas e das maçãs, absorvendo a vida em toda sua plenitude.


O viver pode ser o mesmo, as circunstâncias podem permanecer inalteradas, mas minhas lentes são outras. 


Enxergo tudo de outra forma.


E o mais importante de tudo: descobri que para cumprir a vida, para cumprir meu papel, minha missão aqui, preciso compreender minha própria marcha.


Sêneca, antigo sábio, afirmou que nenhum vento é a favor para quem não sabe para onde ir. 


Então, compreender a marcha é fundamental. 


Precisamos saber para onde estamos indo, precisamos saber o que é nossa marcha, nossa vida.


Só então posso ir tocando em frente, com simplicidade e devoção, com alegria e coração.


Pois todos temos talento, todos carregamos o dom de ser capaz e ser feliz.


A felicidade não é para poucos, não, é para todos. 


E cada um a vai encontrando no seu tempo, no seu momento, da sua forma.


Ando devagar porque já tive pressa... 


Pressa de partir, já quis desistir de tudo, em alguns momentos, mas hoje ando como que em câmera lenta, com a coragem de quem quer ficar e ver tudo até o fim.


Carrego esse sorriso porque já chorei demais, mas isso não quer dizer que não voltarei a derramar alguma gota dos olhos. 


Significa apenas que os sorrisos serão a regra. A lágrima, exceção.


Ando devagar no passo curto dos meus filhos, pois se resolver andar acelerado, os deixarei para trás.


Ando devagar para perceber o sabiá cantador, pois se torno minha vida uma bomba-relógio, passo a não perceber a vida que passa ao largo de meus passos, e assim, os sabiás passam a não existir mais.


Ando devagar para ainda conseguir olhar onde piso, e não esmagar nada, nem ninguém com minha desatenção ou deselegância.


Ando devagar para pensar um tanto mais antes de agir, para escolher as palavras certas, para digerir uma ideia nova, para escolher um caminho, para silenciar a mim mesmo por alguns instantes.


Ando devagar... Porque já tive pressa.


*   *   *


A vida é especialmente rica para que se passe por ela, às pressas, sem atentar para os detalhes.


O mundo é pleno de belezas para que se o percorra aos saltos, sem nos determos a descobrir as belezas das flores, o segredo das matas, o encanto das fontes.


Pensemos nisso!




Redação do Momento Espírita, com base na canção Tocando em frente, de Almir Sater. Disponível em www.momento.com.br.

Chão de Rosas - Scheilla








Chão de Rosas

Scheilla


O mundo em que vives assemelha-se a um chão de Rosas, a receber todo o carinho de Jesus e o amor de Deus.


Devemos interromper, de vez em quando, as nossas cogitações comuns, e meditar sobre as oportunidades valiosas que recebemos, como prêmio da vida, ao ingressarmos nos fluidos da carne.


Tudo para nós é ação benfeitora. Tudo que nos cerca são bênçãos do Criador a nos despertar para mais vida.


Começa no mundo espiritual, o carinho com que os benfeitores nos gratificam, ao nos anunciarem a nossa volta.


E, quando queremos e aceitamos essa viagem de aprendizado, somente encontramos afabilidade, atenção e amparo, no arrumo das nossas bagagens.


Todas as estradas são floridas, mesmo que os nossos olhos a vejam em formas de espinhos. Na profundidade, são flores que educam e instruem. 


É por isso que chamamos o ingresso na carne Chão de Rosas.


Pessoalmente, passamos por situações dolorosas quando na Terra, animando um corpo. 


Mas, depois, compreendemos que as trilhas pelas quais andamos foram as mais produtivas para a nossa experiência terrena, por tirar delas as mais ricas lições de amor e de vida, para com o coração torturado. 



Hoje, colhemos os frutos do que pudemos fazer em favor dos desesperados, face às lutas.


Dentro de nós nada falta. 


Existem todos os recursos apreciáveis, de modo a ajudar-nos, com eficiência, em todas as dificuldades que surgirem em nossos caminhos. 



Estamos, pois, preparados para a luta, e o dever é lutar contra as nossas imperfeições, transformando-as em atividades do Bem, que vibra, sempre, na consciência, e se nos faz visível em toda parte da vida.


Onde estiveres, meu irmão, encontrar-te-ás num Chão de Rosas, desfrutando do perfume do Amor, fragrância que reacende os corações carentes. Compartilha da caravana da fraternidade, cujo ambiente é o universo. 


Sê cidadão do mundo sem limites.


Vamos materializar o Bem, em todos os ângulos da existência, e fazer com que o Amor não perca a luminosa estrada dos nossos corações, onde deve nascer o Cristo de Deus a nos mostrar a felicidade.


Tornamos a afirmar que a Terra é, pois, um Chão de Rosas, com as bênçãos de Deus a se mostrarem nas mínimas coisas: desde o pingo d'água, até os oceanos, dos elementos periódicos, aos mundos que circulam na criação do Grande Soberano, dos primeiros movimentos das células isoladas, à maravilhosa harmonia do corpo humano, a manifestar a inteligência racional e iluminada de Evangelho.


Se quiseres, poderás sentir e ver tudo florido, por onde andas, a convidar-te para o banquete celestial, pelas palavras inarticuladas dos ventos, das águas, das árvores, dos pássaros, das estrelas, de tudo que puderes observar, desde que tenhas carinho em teus gestos e amor no coração.


Não percas a oportunidade, tu que estás animando um corpo. 


Abraça esse Chão de Rosas, como sendo oferta do progresso, e serás abençoado pelos frutos que deverás colher, assinalando a tua vida na correspondência da sementeira que lançaste no seio do solo.


Que Deus e Jesus nos abençoem a todos, onde estivermos, dando início, se ainda não começamos, à prática do Bem, pelo Amor, e da Caridade, por Dever.


MAIA, João Nunes pelo Espírito Scheilla. Do livro Chão de Rosas.

quarta-feira, novembro 27, 2013

O maior desafio - Momento Espírita




O maior desafio



Cada um de nós tem desafios diferentes. A vida é feita de desafios diários.


Para quem não dispõe de movimentos nas pernas, transportar-se da cama para a cadeira de rodas, a cada manhã, é um desafio.


Para quem sofreu um acidente e está reaprendendo a andar, o desafio está em apoiar-se nas barras, na sala de reabilitação, e tentar mover um pé, depois o outro.


Para quem perdeu a visão, o grande desafio é adaptar-se à nova realidade, aprendendo a ouvir, a tatear, a movimentar-se entre os obstáculos sem esbarrar. É aprender um novo alfabeto, é ler com os dedos, é adquirir nova independência de movimentos e ação.


Para o analfabeto adulto, o maior desafio é dominar aqueles sinais que significam letras, que colocados uns ao lado dos outros formam palavras, que formam frases.


É conseguir tomar o lápis e escrever o próprio nome, em letras de forma. É conseguir ler o letreiro do ônibus, identificando aquele que deverá utilizar para chegar ao seu lar.


Cada qual, dentro de sua realidade, de sua vivência, apontará o que lhe constitui o maior desafio: dominar a técnica da pintura, da escultura, da música, da dança.


Ser um ás no esporte. Ser o primeiro da classe. Passar no vestibular. Ser aprovado no concurso que lhe garantirá um emprego. Ser aceito pela sociedade. Ser amado.


Para vencer um desafio é preciso ter disciplina, ser persistente, ser diplomático, saber perdoar-se e perdoar aos outros.


É ser otimista quando os demais estão pessimistas. Ser realista quando os demais estão com os pensamentos na lua. É saber sonhar e ir em frente.


É persistir, mesmo quando ninguém consiga nos imaginar como um prêmio Nobel de Química, um pai de família, um professor,  prefeito ou programador.


Acima de tudo, o maior desafio para deficientes, negros e brancos, japoneses e americanos, brasileiros e argentinos, para todo ser humano, é fazer.


Fazer o que promete. Dar o primeiro passo, o segundo e o terceiro. Ir em frente.


Com que frequência se escutam pessoas dizendo que vão fazer regime, que vão estudar mais, que vão fazer exercício todo dia, que vão ler mais, que vão assistir menos televisão, que vão...


Falar, reclamar ou criticar são os passatempos mais populares do mundo, perdendo só, talvez, para o passatempo de culpar os outros pelo que lhe acontece.


Então, o maior desafio é fazer. E não adianta você dizer que não deu certo o que pretendia porque é cego, ou porque é negro, ou porque é amarelo, ou porque você é brasileiro. Ou porque mora numa casa amarela. Ou porque não teve tempo.


Aprenda com seus erros. Quando algo não der certo, você pode tentar de maneira diferente. Agora você já sabe que daquele jeito não dá.


Você pode treinar mais. Você pode conseguir ajuda, pode estudar mais, pode se inspirar com sábios amigos. Ou com amigos dos seus amigos.


Pode tentar novas idéias. Pode dividir seu objetivo em várias etapas e tentar uma de cada vez, em vez de tentar tudo de uma vez só.


Você pode fazer o que quiser. Só não pode é sentir pena de si mesmo. Você não pode desistir de seus sonhos.


*   *   *


Problemas são desafios. Dificuldades são testes de promoção espiritual.


Insucesso é ocorrência perfeitamente natural, que acontece a toda e qualquer criatura.


Indispensável manter o bom ânimo em qualquer lugar e posição.


O pior que pode acontecer a alguém é se entregar ao desânimo, apagando a chama íntima da fé e caminhar em plena escuridão.


Assim, confia em Deus, e, com coragem, prossegue de espírito tranquilo.



Redação do Momento Espírita, a partir de carta assinada por Fernando Botelho e endereçada a um cego, de nome Juliano, residente em Curitiba, e do cap. 9 da obra Convites da vida psicografia de Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito Joanna de Ângelis, ed. Leal.Disponível no CD Momento Espírita, Coletânea v. 8 e 9, ed. Fep.Disponível em www.momento.com.br


terça-feira, novembro 26, 2013

Feliz Aniversário para a Gabriela - A estrela mais meiga da nossa constelação!!!


  


Hoje é uma data muito especial !









Aniversário da nossa Querida 

Gabriela, a estrelinha mais meiga 

da nossa constelação !!!











Parabéns , parabéns !

É minh'alma que diz

Deus te ampare e proteja 

E te faça feliz!





Que o Deus de bondade 

Muitas graças Te dê 

E que a felicidade 

Acompanhe você !








Que as bênçãos  de Jesus e dos 

Amigos Espirituais a envolvam, 

ampare e proteja,  derramando 

luzes e flores espirituais no seu 

caminhar, para que ela prossiga 

distribuindo flores de carinho, de 

amor e de fé a quem convive com 

ela...











segunda-feira, novembro 25, 2013

Coragem e ousadia - Momento Espírita




Coragem e ousadia



Era uma vez um riacho de águas cristalinas, muito bonito, que serpenteava entre as montanhas.


Em certo ponto de seu percurso, notou que à sua frente havia um pântano imundo, por onde deveria passar.


Olhou, então, para Deus e protestou:


Senhor, que castigo! Eu sou um riacho tão límpido, tão formoso, e o Senhor me obriga a atravessar um pântano sujo como este! 


Como faço agora?


Deus então lhe respondeu: 


Isso depende da sua maneira de encarar o pântano. 


Se ficar com medo, você vai diminuir o ritmo de seu curso, dará voltas e, inevitavelmente, acabará misturando suas águas com as do pântano, o que o tornará igual a ele.


Mas, se você o enfrentar com velocidade, com força, com decisão, suas águas se espalharão sobre ele, então, a umidade as transformará em gotas que formarão nuvens, e o vento levará essas nuvens em direção ao oceano.


Aí você se transformará em mar, realizando seu grande objetivo, seu grande sonho!


*   *   *


Assim é a vida, diz-nos esta singela passagem - as pessoas engatinham é nas mudanças.


Na maioria das vezes, quando ficam assustadas, paralisadas, pesadas, as pessoas tornam-se tensas e perdem a rapidez e a força.


É preciso entrar para valer nos projetos da vida, até que o rio se transforme em mar.


Há milhares de tesouros guardados em lugares onde precisamos ir para descobri-los. Há tesouros guardados numa praia deserta, numa noite estrelada, numa viagem inesperada.


O mais importante é ir ao encontro deles, ainda que isso exija uma boa dose de coragem e desprendimento.


É certo que não precisa procurar o sofrimento, mas se ele fizer parte da conquista, enfrente-o e supere-o.


Arrisque.


Ouse.


Avance.


A vida é uma aventura gratificante para quem tem coragem.


Coragem de tentar ser melhor do que já se é.


Coragem de se aproximar das pessoas, e abrir seu coração, e lhes pedir perdão.


Coragem de parecer covarde aos olhos do mundo, quando oferecer a face do amor a quem lhe oferecer a face da violência.


Coragem de assumir seus erros perante os outros, dominando enfim o ego orgulhoso.


Coragem para declarar-se crente em Deus, adepto de uma filosofia, de uma religião discriminada por muitos.


Coragem de mostrar seus sentimentos nobres, sem ter receio de parecer tolo. Coragem de dizer Eu te amo.


*   *   *


Somos riachos perenes que aguardam o momento de encontrar o mar sublime.


Cada passo que damos, cada obstáculo contornado, cada vitória conquistada, mostra-nos que estamos a cada dia mais perto de descobri-lo.


Há muito pela frente ainda, é certo, mas na medida em que avançamos, verificamos que tudo se torna cada vez mais fácil e mais possível de se alcançar.


E nunca esqueçamos de que, nesta jornada, não estamos sozinhos. 


A pátria espiritual - nosso verdadeiro lar - através das preces de amigos queridos, envia-nos chuvas de tempos em tempos, que preenchem nossas águas, dando volume e força para continuar, sempre.




Redação do Momento Espírita, a partir de texto de autoria ignorada. Disponível em www.momento.com.br.