Pachelbel - Canon In D Major

domingo, novembro 30, 2014

A Beleza - Léon Denis





A Beleza

Léon Denis


A beleza é um dos atributos divinos. 


Deus colocou nos seres e nas coisas esse misterioso encanto que nos atrai, nos seduz, nos cativa e enche a alma de admiração.


A arte é a busca, o estudo, a manifestação dessa beleza eterna, da qual aqui na Terra não percebemos senão um reflexo. 


Para contemplá-la em todo o seu esplendor, em todo o seu poder, é preciso subir de grau em grau em direção à fonte da qual ela emana, e esta é uma tarefa difícil para a maioria de nós. 


Ao menos podemos conhecê-la através do espetáculo que o universo oferece aos nossos sentidos, e também através das obras que ela inspira aos homens de talento.


O espiritismo vem abrir para a arte novas perspectivas, horizontes sem limites. 


A comunicação que ele estabelece entre os mundos visível e invisível, as informações fornecidas sobre as condições da vida no Além, a revelação que ele nos traz das leis superiores de harmonia e de beleza que regem o universo, vêm oferecer a nossos pensadores, a nossos artistas, inesgotáveis temas de inspiração.


A observação dos fenômenos de aparição proporciona a nossos pintores imagens da vida fluídica, das quais James Tissot já pôde tirar proveito nas ilustrações de sua Vie de Jésus (Vida de Jesus). 


Oradores, escritores, poetas, encontrarão nesses fenômenos uma fonte fecunda de idéias e de sentimentos. 


O conhecimento das vidas sucessivas do ser, sua ascensão dolorosa através dos séculos, o ensinamento dos espíritos a respeito dessa grandiosa questão do destino, lançarão, em toda a história, uma inesperada luz, e fornecerão ainda aos romancistas, aos poetas, temas de drama, móbeis de elevação, todo um conjunto de recursos intelectuais que ultrapassarão em riqueza tudo o que o pensamento já pode conhecer até o momento.


Quando refletimos a respeito de tudo o que o espiritismo traz à humanidade, quando meditamos nos tesouros de consolação e de esperança, na mina inesgotável de arte e de beleza que ele lhe vem oferecer, sentimo-nos cheios de piedade pelos homens ignorantes e pérfidos cujas malévolas críticas não tem outra finalidade senão tirar o crédito, ridicularizar e até mesmo sufocar a idéia nascente cujos benefícios já são tão sensíveis. 


Evidentemente essa ideia, em sua aplicação, necessita de um exame, de um controle rigoroso, mas a beleza que dela se desprende revela-se deslumbrante a todo pesquisador parcial'>imparcial, a todo observador atento.


O materialismo, com sua insensibilidade, havia esterilizado a arte. 


Esta arrastava-se na estreiteza do realismo sem poder elevar-se ao máximo da beleza ideal. 


O espiritismo vem dar-lhe novo curso, um impulso mais vivo em direção às alturas, onde ela encontra a fonte fecunda das inspirações e a sublimidade do gênio.




DENI, Léon.

sábado, novembro 29, 2014

Fenômeno e Nós - André Luiz




Fenômeno e Nós

André Luiz


O homem quer ver para crer.


Aspira à construção da fé. 


E para isso exige fenômenos.


Entretanto, é um espírito imortal a exprimir-se através de uma caixa de fenômenos e não percebe.


O cérebro é a maravilha que o abriga.


Na cúpula craniana tem a cabine da vontade, controlando bilhões de células a lhe cumprirem as ordens.


Como se ajustam lobos, sulcos, e giros, como funcionam meninges, veias e líquidos para que governe as próprias sensações não cogita para viver.


De que modo se comportam os neurônios para que possa pensar é problema de que não se preocupa, quando reflete.


Domina a linguagem sem pensar o esforço que lhe reclama das áreas corticais que lhe presidem a fala.


Enxerga dando trabalho aos nervos ópticos sem cogitar disso.


Ouve, por intermédio de complicados engenhos, mas não pondera quanto ao que essa preciosidade lhe custa.


Mobiliza tubos, artérias, alambiques, aparelhos, canais e depósitos variados para beber e comer, assimilar os recursos da vida e desvencilhar-se das gangas residuais da alimentação, todavia, às vezes atravessa uma existência secular sem a menor consideração por semelhantes prodígios.


Comumente reclama provas da sobrevivência da lama depois da morte, mas, até hoje, embora conjeture, não sabe exatamente como é que veio à vida.


Ninguém nega que fenômenos servem para acordar a mente, contudo, é imperioso reconhecer que as criaturas humanas, na experiência diária, comunicam-se umas com as outras, através de montanhas deles sem a mínima comoção.


Eis os motivos pelos quais os espíritos superiores, conscientes da responsabilidade que abraçam colocarão sempre os fenômenos em última plana no esquema das manifestações com que nos visitam.


Assim procedem porque a curiosidade inerte ou deslumbrada não substitui o serviço e o serviço é a única via que nos faculta crescimento e elevação, compelindo-nos a estudar para progredir e a evoluir para sublimar.





XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz.

sexta-feira, novembro 28, 2014

Vontade - Emmanuel





Vontade

Emmanuel


Comparemos a mente humana - espelho vivo da consciência lúcida - a um grande escritório, subdividido em diversas seções de serviço.


Aí possuímos o Departamento do Desejo, em que operam os propósitos e as aspirações, acalentando o estimulo ao trabalho; 


o Departamento da Inteligência, dilatando os patrimônios da evolução e da cultura; 


o Departamento da Imaginação, amealhando as riquezas do ideal e da sensibilidade; 


o Departamento da Memória, arquivando as súmulas da experiência, e outros, ainda, que definem os investimentos da alma.


Acima de todos eles, porém, surge o Gabinete da Vontade.


A Vontade é a gerência esclarecida e vigilante, governando todos os setores da ação mental.


A Divina Providência concedeu-a por auréola luminosa à razão, depois da laboriosa e multimilenária viagem do ser pelas províncias obscuras do instinto.


Para considerar-lhe a importância, basta lembrar que ela é o leme de todos os tipos de força incorporados ao nosso conhecimento.


A eletricidade é energia dinâmica.


O magnetismo é energia estática.


O pensamento é força eletromagnética.


Pensamento, eletricidade e magnetismo conjugam-se em todas as manifestações da Vida Universal, criando gravitação e afinidade, assimilação e desassimilação, nos campos múltiplos da forma que servem à romagem do espírito para as Metas Supremas, traçadas pelo Plano Divino.


A Vontade, contudo, é o impacto determinante.


Nela dispomos do botão poderoso que decide o movimento ou a inércia da máquina.


O cérebro é o dínamo que produz a energia mental, segundo a capacidade de reflexão que lhe é própria; no entanto, na Vontade temos o controle que a dirige nesse ou naquele rumo, estabelecendo causas que comandam os problemas do destino.


Sem ela, o Desejo pode comprar ao engano aflitivos séculos de reparação e sofrimento, a Inteligência pode aprisionar-se na enxovia da criminalidade, a Imaginação pode gerar perigosos monstros na sombra, e a memória, não obstante fiel à sua função de registradora, conforme a destinação que a Natureza lhe assinala, pode cair em deplorável relaxamento.


Só a Vontade é suficientemente forte para sustentar a harmonia do espírito.


Em verdade, ela não consegue impedir a reflexão mental, quando se trate da conexão entre os semelhantes, porque a sintonia constitui lei inerrogável, mas pode impor o jugo da disciplina sobre os elementos que administra, de modo a mantê-los coesos na corrente do bem.




XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito Emmanuel.

quinta-feira, novembro 27, 2014

A Luz em Ti - Meimei





A Luz em Ti

Meimei


É um tesouro inigualável, teu somente.


Ninguém dispõe dele em teu lugar. 


Nas horas mais difíceis, podes gastá-lo sem preocupação. 


Quando alguém te fira, é capaz de revelar-te a grandeza da alma, no brilho do perdão.


No momento em que os seres mais queridos porventura te abandonem, será parte luminosa de tua benção.


Ante os irmãos infelizes, é o teu cartão de paz e simpatia. 


Nos empreendimentos que te digam respeito ao próprio interesse, converte-se em passaporte para a aquisição das vantagens que desejes usufruir. 


No relacionamento comum, transforma-se na chave para a formação das amizades fiéis.


Na essência, é um investimento, a teu próprio favor, que realizas sem o menor prejuízo.


Esse tesouro é o teu sorriso, - luz de Deus em ti mesmo, - que nenhuma circunstância pode extinguir e que ninguém consegue arrebatar.




XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito Meimei.

quarta-feira, novembro 26, 2014

Aniversário da nossa Querida Gabriela !!!



  


Hoje é uma data muito especial !










Aniversário da nossa Querida 

Gabriela, a estrelinha mais meiga 

da nossa constelação !!!











Parabéns , parabéns !

É minh'alma que diz

Deus te ampare e proteja 

E te faça feliz!





Que o Deus de bondade 

Muitas graças Te dê 

E que a felicidade 

Acompanhe você !









Que as bênçãos  de Jesus e dos 

Amigos Espirituais a envolva, 

ampare e proteja,  derramando 

luzes e flores espirituais no seu 

caminhar, para que  prossiga firme 

e dedicada, distribuindo flores de 

carinho, de  amor e de fé ...
















Livro dos Espíritos - Pergunta Numero: 300





Livro dos Espíritos 


Pergunta Numero: 300
     

300. Dois Espíritos perfeitamente simpáticos, quando reunidos, ficarão assim pela eternidade, ou podem separar-se e unir-se a outros Espíritos?



- Todos os Espíritos são unidos entre si. Falo dos que já atingiram a perfeição. Nas esferas inferiores, quando um Espírito se eleva, já não tem a mesma simpatia pelos que deixou.

terça-feira, novembro 25, 2014

Nos Compromissos de Trabalho - André Luiz





Nos Compromissos de Trabalho
     
André Luiz



Nunca se envergonhe, nem se lamente de servir.

*

Enriquecer o trabalho profissional, adquirindo conhecimentos novos, é simples dever.

*

Colabore com as chefias através da obrigação retamente cumprida, sem mobilizar expedientes de adulação.

*

Em hipótese alguma diminuir ou desvalorizar o esforço dos colegas.

*

Jamais fingir enfermidades ou acidentes, principalmente no intuito de se beneficiar das leis de proteção ou do amparo das instituições securitárias, porque a vida costuma a cobrar caro semelhantes mentiras.

*

Nunca atribua unicamente a você o sucesso dessa ou daquela tarefa, compreendendo que em t odo trabalho há que considerar o espírito de equipe.

*

Sabotar o trabalho será sempre deteriorar o nosso próprio interesse.

*

Aceitar a desordem ou estimulá-la, é patrocinar o próprio desequilíbrio.

*

Você possui inúmeros recursos de promover-se ou de melhorar a própria área de ação, sem recorrer a desrespeito, perturbação, azedume ou rebeldia.

*

Em matéria de remuneração, recorde: quem trabalha deve receber, mas igualmente quem recebe deve trabalhar.



XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz. Da obra: Sinal Verde.
42a ed. Uberaba, MG: CEC, 1996.

segunda-feira, novembro 24, 2014

Medicamentos Evangélicos - André Luiz




Medicamentos Evangélicos

André Luiz

     
Ajude sempre.

Não tema.

Jamais desespere.

Aprenda incessantemente.

Pense muito.

Medite mais.

Fale pouco.

Retifique, amando.

Trabalhe feliz.

Dirija, equilibrado.

Obedeça, contente.

Não se queixe.

Siga adiante.

Repare além.

Veja longe.

Discuta serenamente.

Faça luz.

Semeie paz.

Espalhe bênçãos.

Lute, elevando.

Seja alegre.

Viva desassombrado.

Demonstre coragem.

Revele calma.

Respeite tudo.

Ore, confiante.

Vigie, benevolente.

Caminhe, melhorando.

Sirva hoje.

Espere o amanhã.




XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz. Da obra: Agenda Cristã. 2a edição. FEB, 1998.

domingo, novembro 23, 2014

Convite à Caridade - Joanna de Ângelis






Convite à Caridade 

Joanna de Ângelis



“Filho, vai hoje trabalhar na minha Vinha.” (Mateus: capítulo 21º, versículo 28).



Enquanto a saúde enfloresce as tuas possibilidades de bem-estar, reserva um dia por mês, ao menos, para visitar os irmãos enfermos, que ressarcem pesados tributos pretéritos, muitas vezes em dolorosa soledade, com o espírito tomado de apreensões e angústias.


Companheiros tuberculosos que expungem em leitos de asfixiante espera, em duros intervalos de hemoptises rudes.


Amigos leprosos em isolamento compulsório, acompanhando a dissolução dos tecidos que se desfazem em purulência desagradável.


Irmãos cancerosos sem esperança de recuperação orgânica entre dores ásperas ansiedades.


Homens e mulheres em delírios de loucura ou presos por cruéis obsessões coercitivas, longe da lucidez, à margem do equilíbrio, em desoladora situação.


Crianças surpreendidas por enfermidades que as ferreteiam impiedosamente, roubando-lhes o frescor juvenil e macerando-as vigorosamente.


Anêmicos e penfigosos, operados em situação irreversível e distônicos vários que enxameiam nos leitos dos hospitais públicos e particulares, nos Nosocômios de Convênio governamental ou em Clínicas diversas sob azorrague incessante.


Seja teu o sorriso de cordialidade franca, através da lembrança de uma palavra fraterna, de uma flor delicada, de uma pergunta gentil em que esteja expresso o interesse pela sua recuperação, de uma prece discreta ao lado do seu leito, de uma vibração refazente com que podes diminuir os males que inquietam esses seres em necessário resgate.


Lembra-te, porém, que acima do bem que lhes possas fazer, a ti fará muito bem verificar o de que dispões e pouco consideras, bem precioso e de alto valor com que o Senhor te concede a honra de crescer: a saúde!


Vai desde hoje trabalhar na vinha do Senhor.


Caridade para com os que sofrem, em última análise é caridade para
contigo mesmo.



FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Angelis. Convites da vida, Cap. 6, p .6-7, 1972.