Pachelbel - Canon In D Major

quinta-feira, janeiro 31, 2013

Momentos de Luz - André Luiz







Momentos de Luz


André Luiz




Se você está feliz,
ore sempre, rogando ao Senhor para que o equilíbrio esteja em seus passos...

* * *

Se você sofre,
ore para que não lhe falte compreensão e paciência...

* * *

Se você está no caminho certo,
ore para que não se desvie...

* * *

Se você está de espírito marginalizado,
sob o risco de queda em despenhadeiros ou perigosos declives,
ore para que o seu raciocínio retome a senda justa...

* * *

Se você está doente,
ore a fim de que a saúde possível lhe seja restituída...

* * *

Se você tem o corpo robusto,
ore para que as suas forças não se percam...

* * *

Se você está trabalhando,
ore pedindo a Deus lhe conserve a existência no privilégio de servir...

* * *

Se você permanece ausente da atividade,
ore solicitando aos Mensageiros do Senhor lhe auxiliem a encontrar ou reencontrar a felicidade da ação para o bem...

* * *
Se você já aprendeu a perdoar as ofensas,
ore para que prossiga cultivando semelhante atitude...

* * *

Se você reprova ou condena alguém,
ore rogando à Divina Providência lhe ajude a entender o que faríamos nós se estivéssemos no lugar de quem caiu ou de quem errou, de modo a aprendermos discernimento e tolerância...

* * *

Se você possui conhecimentos superiores,
ore para que não lhe falte a disposição de trabalhar,
a fim de transmití-los a outrem, sem qualquer idéia de superioridade, reconhecendo que a luz de sua inteligência vem de Deus que no-la concede para que venhamos a fazer o melhor de nosso tempo e de nossa vida, entregando-nos, porém, à responsabilidade de nossos
próprios atos...

* * *

Se você ainda ignora as verdades da vida,
ore para que o seu espírito consiga assimilar as lições que o
Mais Alto lhe envia...

* * *
Ore sempre!

* * *
A oração é o momento de luz, nas obscuridades e provas do caminho de aperfeiçoamento em que ainda nos achamos, para o nosso encontro íntimo com o amparo de Deus...





XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz. Tempo de Luz.

Siga Feliz - André Luiz






Siga Feliz


André Luiz




Viva em paz com a sua consciência...



Sempre que você se compare com alguém, evite orgulho e desprezo, reconhecendo que em todos os lugares existem criaturas, acima ou abaixo de sua posição.



Consagre-se ao trabalho que abraçou realizando com ele o melhor que você possa, no apoio ao bem comum.



Trate o seu corpo na condição de primoroso instrumento, ao qual se deve a maior atenção no desempenho da própria tarefa.



Ainda que se veja sob graves ofensas, não guarde ressentimento, observando que somos todos, os espíritos em evolução na Terra, suscetíveis de errar.



Cultive sinceridade com bondade para que a franqueza agressiva não lhe estrague belos momentos no mundo.



Procure companhias que lhe possam doar melhoria de espírito e nobreza de sentimentos.



Converse humanizando ou elevando aquilo que se fala.



Não exija da vida aquilo que a vida ainda não lhe deu, mas siga em frente no esforço de merecer a realização dos seus ideais.



E, trabalhando e servindo sempre você obterá prodígios, no tempo, com a bênção de Deus.





XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz. Momentos de Ouro.

quarta-feira, janeiro 30, 2013

Tudo é Amor - André Luiz






Tudo é Amor


André Luiz



Observa, amigo, em como do amor tudo provém e no amor tudo se resume.



Vida é o Amor existencial.



Razão é o Amor que pondera.



Estudo é o Amor que analisa.



Ciência é o Amor que investiga.



Filosofia é o Amor que pensa.



Religião é o Amor que busca Deus.



Verdade é o Amor que se eterniza.



Ideal é o Amor que se eleva.



Fé é o Amor que se transcende.



Esperança é o Amor que sonha.



Caridade é o Amor que auxilia.



Fraternidade é o Amor que se expande.



Sacrifício é o Amor que se esforça.



Renúncia é o Amor que se depura.



Simpatia é o Amor que sorri.



Altruísmo é o Amor que se engrandece.



Trabalho é o Amor que constrói.



Indiferença é o Amor que se esconde.



Desespero é o Amor que se desgoverna.



Paixão é o Amor que se desequilibra.



Ciúme é o Amor que se desvaira.



Egoísmo é o Amor que se animaliza.



Orgulho é o Amor que enlouquece.



Sensualismo é o Amor que se envenena.



Vaidade é o Amor que se embriaga.



Finalmente, o ódio, que julgas ser a antítese do Amor, não é senão o próprio Amor que adoeceu gravemente.



Tudo é Amor.


Não deixes de amar nobremente.



Respeita, no entanto, a pergunta que te faz, a cada instante, a Lei Divina: Como?




XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz.  Apostilas da Vida.

terça-feira, janeiro 29, 2013

Vida Feliz - Joanna de Ângelis





Vida Feliz


Joanna de Ângelis



Não és um observador distante da vida.



Estás na condição de membro do organismo universal, investido de tarefas e responsabilidades, de cujo desempenho, por ti, resultarão a ordem e o sucesso de muitas coisas.



A postura de quem observa de fora produz enfoques e conclusões equivocados.



No entanto, a participação consciente dá medida correta e propicia melhor compreensão dos dados ao alcance.



Considera-te pessoa valiosa no conjunto da Criação, tornando-te, cada dia, mais atuante na Obra do Pai e fazendo-a melhor conhecida e mais considerada.



Tu és herdeiro de Deus, e o Universo, de alguma forma, te pertence.






FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis .Vida Feliz, Cap. CXLV.

Tragédia de Santa Maria/RS: Palavras de conforto aos parentes e amigos








Palavras de conforto aos parentes e amigos 



Gerson Simões Monteiro



A dor com a morte de um filho é comparável a uma profunda punhalada em pleno coração, cuja cicatriz nem sempre o tempo é capaz de apagar. 



Em se tratando de mortes violentas e inesperadas, então, nem se fala, caso dos pais que perderam filhos na boate Kiss, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, uns queimados e a grande maioria por inalação de fumaça tóxica. 



Não só filhos, mas também esposas, noivas, mães, amigos, enfim, todos aqueles que sofreram perdas de seus entes queridos em diversas partes do país.



De fato, só o tempo consegue amenizar a dor dessas grandes perdas, e, sobretudo, a fé na Bondade de Deus que nunca nos desampara, mesmo sabendo, pelo que nos ensina o Espiritismo, que todos os que desencarnam por acidentes são sempre ajudados pelos Benfeitores Espirituais. Porém, gostaria de sugerir a todos que passam por tamanho sofrimento que, ao lembrarem-se dos que partiram, transformem a saudade em oração.



Em suas preces, roguem a Deus amparo para suas almas onde elas estiverem, na certeza de que todas receberão seus pensamentos de amor, impulsionados pela convicção de que elas continuam vivas no mundo espiritual. 



Embora na morte só exista a separação física, ainda assim a sua aceitação é muito difícil. 



Por isso mesmo, pedimos a Deus o amparo para todos os que perderam seus familiares em circunstâncias muito dolorosas, oferecendo a seguinte prece para aliviarem o peso da cruz que carregam:












"Jesus, alivia o meu coração que sofre muito. 



Dá-me força, Divino Mestre, para suportar a separação dos meus entes queridos que agora vivem na espiritualidade, aceitando sem revolta o cumprimento da vontade de Deus. 



E lembrando Teu amoroso convite: 



"Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei", eis-me aqui, Senhor, na Tua presença, para receber as bênçãos da Tua consolação. 



Faz nascer, Amigo dos Sofredores, a luz bendita da esperança em minha alma, neste momento de tanta angústia por que passo, pois creio na Tua Infinita Misericórdia!".





Gerson Simões Monteiro      


Vice-Presidente da FUNTARSO


E-mail: gerson@radioriodejaneiro.am.br

segunda-feira, janeiro 28, 2013

Vida Feliz - Joanna de Ângelis







Vida Feliz


Joanna de Ângelis




A máxima lição da vida é o amor.



Sem ele os objetivos a alcançar perdem a finalidade, deixando a criatura à mercê das suas paixões inferiores.



O amor dilui as sombras dos sentimentos negativos, imprimindo o selo da mansidão em todos os atos.



Ama, portanto, tudo e todos.



Exercita-te no amor à Natureza, que esplende em Sol, ar, água, árvore, flores, frutos, animais e homens.



Deixa-te enternecer pelos convites silenciosos que o Pai Criador te faz e espraia as tuas emoções por sobre todas as coisas, dulcificando-te interiormente.



Quanto mais ames, menos serás atingido pelas farpas do mal, pois que a tua compreensão dilatada abrirá os espaços à vida, colhendo somente os efeitos da paz.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vida Feliz, Cap. CLXXXI.

domingo, janeiro 27, 2013

Cura Real - José Carlos De Lucca







Cura Real


José Carlos De Lucca




Não trate apenas dos sintomas, tentando eliminá-los sem que a causa da enfermidade seja também extinta.



A cura real somente acontece do interior para o exterior.



 Sim, diga a seu médico que você tem  dor no peito, mas diga também que sua dor é dor de tristeza, é dor de  angústia.



 Conte a seu médico que você tem azia,mas descubra  o motivo pelo qual você, com seu gênio, aumenta a produção de ácidos no estômago.



Relate que você tem diabetes.No entanto, não se esqueça de dizer  também que não está  encontrando mais doçura em sua vida e  que está muito difícil suportar o peso de suas frustrações.



 Mencione que você sofre de enxaqueca, todavia confesse que padece com seu perfeccionismo,  com a autocrítica, que é muito sensível à crítica alheia e  demasiadamente ansioso.



Muitos querem se curar,  mas poucos estão dispostos  a neutralizar em si  o ácido da calúnia,  o veneno da inveja,  o bacilo do pessimismo  e o câncer do egoísmo.



 Não querem mudar de vida.



 Procuram a cura de um câncer, mas  se recusam a abrir mão de uma simples mágoa.



 Pretendem a desobstrução das artérias coronárias, mas querem continuar com o peito fechado pelo rancor e pela agressividade.



 Almejam a cura de problemas oculares, todavia não retiram dos  olhos a venda do criticismo e da maledicência.



 Pedem a solução para a depressão, entretanto, não abrem mão do orgulho ferido e do forte sentimento de decepção em relação a perdas experimentadas..



 Suplicam auxílio para os problemas de tireoide,  mas não cuidam de suas frustrações e ressentimentos, não levantam a voz para expressarem suas legítimas necessidades.



 Imploram a cura de um nódulo de mama, todavia, insistem em manter bloqueada a ternura e a afetividade por conta das feridas emocionais do passado.



Clamam pela intercessão divina, porém permanecem surdos aos gritos de socorro que partem de pessoas muito próximas de si mesmos.



 Deus nos fala através de mil modos; a enfermidade é um deles e por certo, o principal recado que lhe chega da sabedoria divina é que está faltando  mais amor e harmonia em sua vida.



 Toda cura é sempre  uma autocura  e o Evangelho de Jesus é a farmácia onde encontraremos os remédios que nos curam  por dentro.



 Há dois mil anos esses remédios estão à nossa disposição. Quando nos decidiremos?



 Muita Paz




DE LUCCA, José Carlos - Do Livro - O Médico Jesus.

Autodesobsessão - André Luiz









Autodesobsessão


André Luiz



Se você já pode dominar a intemperança mental... 



Se esquece os próprios constrangimentos, a fim de cultivar o prazer de servir... 



Se sabe cultivar o comentário infeliz, sem passá-lo adiante... 



Se vence a indisposição contra o estudo e continua, tanto quanto possível, em contato com a leitura construtiva... 



Se olvida mágoas sinceramente, mantendo um espírito compreensivo e cordial, à frente dos ofensores... 



Se você se aceita como é, com as dificuldades e conflitos que tem, trabalhando com tudo aquilo que não pode modificar... 



Se persevera na execução dos seus propósitos enobrecedores, apesar de tudo que se faça ou fale contra você... 



Se compreende que os outros têm o direito de experimentar o tipo de felicidade a que se inclinem, como nos acontece... 



Se crê e pratica o princípio de que somente auxiliando o próximo, é que seremos auxiliados... 



Se é capaz de sofrer e lutar na seara do bem, sem trazer o coração amargoso e intolerante... 



Então, você estará dando passos largos para libertar-se da sombra, entrando, em definitivo, no trabalho da autodesobsessão. 





XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz. Do livro Passos da Vida .