Pachelbel - Canon In D Major

segunda-feira, janeiro 07, 2013

Convite ao estudo - Joanna de Ângelis





Convite ao estudo

Joanna de Ângelis



“O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem e o homem mau, do mau tesouro tira o mal; porque a sua boca fala o de que está cheio o coração.” (Lucas: capítulo 6º, versículo 45.)


Pugnadores do cepticismo diante das investigações das ciências modernas apresentam apressadas conclusões pessimistas através das quais subestimam os informes espiritualistas com sarcasmos e azedumes.


Tratadistas da negação arremetem, desesperados, contra as expressões imortalistas, apoiando-se nas filosofias do desespero como se elas pudessem
eqüacionar todos os enigmas da inquietação humana.


Anarquistas apaixonados, face às alterações econômico-sociais, arremetem revoltados, em fúria brutal contra as vivas lições cristãs, como desejando tudo romper e aniquilar.


Assumem atitudes aberrantes os hodiernos condutores da mente e do comportamento do homem, a reinvidicar chegado o período da felicidade, que
é aflição disfarçada pelos alucinógenos e gozos fugazes em prenúncio da grande degradação em massa...


Mais do que nunca, portanto, se afigura a necessidade consciente do estudo espírita como veículo de libertação da consciência e rota iluminativa na viagem da evolução...


O estudo espírita conduz o discípulo ao esclarecimento que é base de segurança, condição precipua à paz.


Muitos estudiosos do Espiritismo, não obstante as convicções que esposam, sem a necessária maturidade ante problemas de pequena monta, desertam das fileiras da fé, afirmando que novos conhecimentos os afastaram das realidades espiritistas por se encontrarem estas ultrapassadas.


A Doutrina Espírita, no entanto, portadora das informações que oferecem segurança e harmonia íntima, requer demorado estudo e bem estruturada reflexão, para melhor assimilada e mais facilmente vivida...


Aprofunda, por tua vez, o pensamento no estudo da revelação kardequiana, reservando algum tempo do dia, cada semana, ao estudo freqüente, a fim de impregnar-te da convicção e da renovação indispensáveis à preservação do patrimônio espiritual com o qual despertarás além da vida orgânica.


Examina o conhecimento geral à luz do Espiritismo e assimilarás melhor as conquistas dos dias modernos, despertando em definitivo para a vida melhor curado das mazelas antigas fixadas no Espírito e assim ascenderás além e acima das vicissitudes.


Outro não foi o título exigido por Jesus, senão o de Mestre, fazendo-nos discípulos permanentes ante o sublime livro da vida. Da mesma forma, a fim de poder ministrar a lição clarificadora do Espiritismo à Humanidade, Kardec fez-se
professor para ajudar-nos a estudar e a refletir as sagradas lições do dever e da caridade que são as metas para a nossa real liberação.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Convites da Vida , Cap. 19

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Deixe aqui um comentário”