Pachelbel - Canon In D Major

sexta-feira, maio 31, 2013

Vida Feliz - Joanna de Ângelis





Vida Feliz


Joanna de Ângelis



Preserva a jovialidade na tua conduta.



Um cenho carregado reflete aflição, desgosto, contrariedade.



Podes ser de atitudes retas e comportamento sério, sem que afixes a máscaras contraída do mau humor.



Jovialmente e com alegria esparze bom ânimo, irradiando o bem estar de que esteja rico o teu coração.



O tesouro de um comportamento jovial tem o preço da felicidade que oferece a todas as pessoas.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vida Feliz.

Preocupações - André Luiz





Preocupações


André Luiz



Não se aflija por antecipação, porquanto é possível que a vida resolva o seu problema, ainda hoje, sem qualquer esforço de sua parte.



Não é a preocupação que aniquila a pessoa e sim a preocupação em virtude da preocupação.



Antes das suas dificuldades de agora, você já faceou inúmeras outras e já se livrou de todas elas, com o auxílio invisível de Deus.



Uma pessoa ocupada em servir nunca dispõe de tempo para lembrar injúria ou ingratidão.



Disse um notável filósofo: "uma criatura irritada está sempre cheia de veneno", e podemos acrescentar: "e de enfermidade também".



Trabalhe antes, durante e depois de qualquer crise e o trabalho garantirá sua paz.



Conte as bênçãos que lhe enriquecem a vida, em anotando os males que porventura lhe visitem o coração, para reconhecer o saldo imenso de vantagens a seu favor.



Geralmente, o mal é o bem mal-interpretado.



Em qualquer fracasso, compreenda que se você pode trabalhar, pode igualmente servir, e quem pode servir carrega consigo um tesouro nas mãos.



Por maior lhe seja o fardo do sofrimento, lembre-se de que Deus, que aguentou você ontem, agüentará também hoje.







XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito  André Luiz. Sinal Verde, Cap. 25, CEC.

quinta-feira, maio 30, 2013

O Tempo - André Luiz





O Tempo   
  
André Luiz




"E o homem reconhece – tardiamente preocupado, 
Que a Eternidade infinita – pede contas do minuto..."

 

Todas as criaturas gozam o tempo – raras aproveitam-no.



Corre a oportunidade – espalhando bênçãos.



Arrasta-se o homem – estragando as dádivas recebidas.



Cada dia é um país – de vinte e quatro províncias.



Cada hora é uma província – de sessenta unidades.



O homem, contudo, é o semeador – que não despertou ainda.



Distraído cultivador, pergunta: - que farei?



E o tempo silencioso responde, com ensejos benditos:




De servir – ganhando autoridade.



De obedecer – conquistando o mundo.



De lutar – escalando os céus.




O homem, todavia, - voluntariamente cego.



Roga sempre mais tempo – para zombar da vida,




Porque se obedece – revolta-se orgulhoso,



Se sofre – injuria e blasfema,



Se chamado a conta – lavra reclamações descabidas.



Cientistas – fogem da verdadeira ciência.



Filósofos – ausentam-se dos próprios ensinos.



Religiosos – negam a religião.



Administradores – retiram-se da responsabilidade.



Médicos – subtraem-se à medicina.



Literatos – furtam-se à divina verdade.



Estadistas – centralizam a dominação.



Servidores do povo – buscam interesses privados.



Lavradores – abandonam a terra.



Trabalhadores – escapam do serviço.



Gozadores temporários – entronizam ilusões.



Ao invés de suar no trabalho – apanham borboletas da fantasia



Desfrutam a existência – assassinando-a em si próprios.



Possuem os bens da Terra – acabando possuídos.



Reclamam liberdade – submetendo-se à escravidão.



Mas chega, um dia – porque há sempre um dia mais claro que os outros,



Em que a morte surge – reclamando trapos velhos...



O tempo recolhe, então, apressado – as oportunidades que pareciam sem fim...



E o homem reconhece – tardiamente preocupado,



Que a Eternidade infinita – pede contas do minuto...




XAVIER, Francisco Cândido  pelo Espírito André Luiz.Coletânea do Além , Autores Diversos.


    

quarta-feira, maio 29, 2013

Vida Feliz - Joanna de Ângelis





Vida Feliz


Joanna de Ângelis



Necessitas de serenidade a cada passo.



Serenidade para discernir, atuar e viver.



A vida é galopante e muda os seus cenários a cada minuto, exigindo permanente serenidade afim de não esmagar as pessoas.



Quem se aflija, e tente seguir a velocidade ciclópica destes dias, arrebenta-se, porque sai de uma para outra situação com muita rapidez, sem mesmo tempo para adaptação na fase anterior.



As notícias chegam e os acontecimentos passam, produzindo imenso desgaste emocional, mental e físico:



Resguarda-te na serenidade, preservando os equipamentos da tua existência, que estão programados para uso adequado e não para o abuso.






FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis . Vida Feliz, Cap.CL, P.126- 127.

terça-feira, maio 28, 2013

Sem preocupação - José Carlos De Lucca




Sem preocupação


José Carlos De Lucca



Para que os nossos irmãos convalescentes apresentem melhoras expressivas e seguras,pedimos-lhes, de nossa parte, manterem o pensamento a cavaleiro de preocupações absorventes, a fim de que as suas energias se refaçam com a solidez necessária. Bezerra de Menezes54



Evite a preocupação, pois ela consome nossas melhores energias,
que antes deveriam ser canalizadas para a resolução das dificuldades orgânicas. 


A preocupação gera tensão e ansiedade, cujas emoções aumentam
a produção dos hormônios responsáveis pelo estresse. 


Sem que estejamos com a mente livre de temores, dificultaremos qualquer processo de cura.



Diante de um problema, avalie: se algo puder ser feito, faça logo e
não se preocupe. 



Muitas pessoas vivem preocupadas com seus problemas e doenças, mas estão com as mãos desocupadas e com as horas
vazias de tédio. 


Deus jamais fará algo que nos mesmos já temos condições de fazer. 


Em regra, quem muito se preocupa pouco se ocupa.



Todavia, se nada mais puder ser feito, também não há razão para
se preocupar porque a resolução do problema já não esta mais em suas mãos. 


Nesse caso, deite-se e vá dormir, pois Deus permanece acordado
trabalhando pelo melhor em seu beneficio. 



No relaxamento está a cura para muitas das nossas enfermidades.



Relaxar é soltar os pensamentos de temor, deixando que eles se
afastem de você como um balão que se perde no céu. 


Todas as nossas aflições são frutos de um determinado pensamento, e pensamento é algo que poderemos mudar a qualquer tempo.



Por que pensar no pior se você pode pensar no melhor? 



Por que acreditar na doença e não na saúde? 



Por que não deixar que a sabedoria divina que habita em você realize o trabalho de cura? 



Por que você não dá uma chance a Deus?



54 Apelos Cristãos, psicografia de Francisco Cândido Xavier, União Espírita Mineira.



FONTE:


DE LUCCA, José Carlos. O Médico Jesus, Cap . 30, p. 67.

segunda-feira, maio 27, 2013

O Poder da Atenção - José Carlos De Lucca





O Poder da Atenção

José Carlos De Lucca


Mas a criatura, quase sempre, cai é pelo óbvio. É óbvio, mas a gente se esquece. Então, uma fraterna lembrança em torno dos nossos deveres imediatos nunca é demais. Chico Xavier50



Ninguém tropeça em montanha.



Tropeçamos em pedras pequenas quase que todos os dias, e o acúmulo de nossas pequenas quedas é que nos leva muitas vezes ao chão das enfermidades.



Cuidado com as pequenas pedras, pois elas nos parecem inofensivas.



Quando os excessos à mesa se repetem, quando os abusos da bebida se sucedem, quando o descontrole emocional não cessa, tenha certeza de que o corpo vai apresentar mais tarde a conta dos nossos desequilíbrios.



Tropeçar em pedra pequena pode ser um pequeno suicídio.



Um método eficiente para evitar esse mal consiste em você identificar primeiramente as pedras, nas quais tem tropeçado e, ao avistá-las em seu caminho, ativar firmemente o poder da sua atenção.



Conscientize ao máximo sua ação de comer, beber, falar, agir ou qualquer outra conduta que você esteja querendo modificar.



Por exemplo, pesquisas demonstram que pessoas que se alimentam diante da televisão geralmente comem 30% a mais do que o habitual.



Comem mais porque perdem a atenção no ato de comer por causa da atenção que dedicam a televisão.



Tropeçamos nas pedras sem olhar para elas.



Comemos sem sentir o gosto da comida.



Falamos sem pensar no que vamos dizer.



Agimos sem pensar nas consequências.



Estamos ao lado das pessoas e nem sempre estamos com elas.



Quando colocamos nossa mente em alerta, as pedras vão naturalmente desaparecendo, como se colocássemos uma bola de sorvete perante o sol, que derreteria em poucos minutos.



Por essa razão, o autoconhecimento é indicado pelos Espíritos de Luz como o caminho mais eficaz para melhorarmos nesta vida51.



Quanto mais nos observarmos, sem nenhum propósito de autocondenação, mais lucidez teremos sobre  o nosso comportamento, mais cientes estaremos sobre onde se encontram as pedras nas quais tropeçamos, e assim poderemos evita-las naturalmente, sem nenhuma tensão.



Jesus viveu com extrema atenção sobre as próprias atitudes e situações que experimentava. 



Chorou quando era preciso chorar.



Comeu quando tinha fome e jejuou quando era preciso fortalecer seu espírito.
Festejou quando o momento era de festa.



Falou com doçura quando estava diante dos pecadores, mas não deixou de ser enérgico com os fariseus e hipócritas.



Por isso, o Mestre é o caminho, a verdade e a vida para todos nós que vivemos a doença da desatenção.


 *

Tropeçar em pedra pequena pode ser um pequeno suicídio.

 *

50 Doutrina Viva, psicografia de Carlos A. Baccelli, DIDIER.
51 O Livro dos Espíritos, questão n. 9l9, Allan Kardec

*



FONTE:

DE LUCCA, José Carlos. O Médico Jesus, Cap. 28, p.63-64.

domingo, maio 26, 2013

Solução - André Luiz





Solução


André Luiz




Se você procura solução adequada ao seu problema, não olvide o grande remédio do Trabalho, doador de infinitos recursos, em favor do progresso do Homem e da Humanidade.



Seu cérebro vive cheio de perguntas?



Trabalhe e o serviço conferir-lhe-á respostas exatas.



Suas mãos permanecem paralisadas pelo desânimo?



Insista no trabalho e o movimento voltará.



Seus braços jazem fatigados?



Confie-se ao esforço novamente e a ação simbolizará para eles o lubrificante preciso.



Seu coração vive pesaroso e sem luz?



Procure agir no bem incessante e a alegria ser-lhe-á precioso salário.



Seus ideais encontraram sombra e gelo no grande caminho da vida?



Dê seu concurso às boas obras sem desfalecer e claridades novas brilharão no céu de seus pensamentos.



A parada que não significa descanso construtivo para recomeçar as atividades úteis é alguma coisa semelhante à morte.



Todos os males da retaguarda podem surpreender aquele que não avança. 




Mas se você acredita no poder do Trabalho, aceitando o serviço aos semelhantes, por norma de viver em paz, na obediência a Deus, o seu espírito terá penetrado realmente o verdadeiro caminho da salvação.





XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz. Endereços de Paz, CAP.30, C.E.U.

sexta-feira, maio 24, 2013

Mente Curável - José Carlos De Lucca



Que Jesus abençoe ao grupo Doutores da Alegria, pela amplitude do trabalho que realizam...


Mente Curável



José Carlos De Lucca


A ideação da transformação interior com a consequente mudança de atitude para a constante edificação pessoal, torna se eficiente psicoterapia, por modificar os campos estabelecidos e novas ondas de sutil energia passarem a irradiar se, alterando as estruturas das partículas celulares, que se encarregarão de restabelecer as áreas afetadas, produzindo a saúde. Bezerra de Menezes 41



Crie cada vez mais paisagens mentais alegres otimistas saudáveis.



Na mente pessimista esta a maioria das nossas doenças.



 A mente pode ser comparada a uma casa.



A doença e a saúde são como duas pessoas que gostariam de morar com você e que tem gostos muito diferentes.



Ao contrário da saúde, a doença não aprecia casa limpa, arejada, enfeitada de amor e paz.



Existe grande diferença entre ser doente e estar doente.



Cuidado com isso.



Quem se julga um doente define a própria natureza, algo permanente e, portanto, com reduzidas chances de mudar.



Mas, quem esta doente revela uma condição momentânea, passageira.



Quem é permanece.



Quem está deixará essa condição a qualquer momento.



Jamais pense ou diga "eu sou doente".



Diga apenas "eu estou doente".



É na mente que fazemos essa diferença.



A pessoa que se enxerga doente acredita que sua natureza é assim, como se a doença fosse a pele que revestisse seu corpo.



Ela cria toda uma atmosfera enferma, pois se comporta como doente, veste-se como doente, fala como doente e pensa como doente.



Diria que nesses casos os prognósticos de cura são impossíveis se a pessoa não mudar a percepção da enfermidade em sua vida.



O ambiente que criamos em nossa mente definirá nossas chances de cura ou manutenção da enfermidade.



Vamos arejar nossa mente com otimismo, boas conversas, boas companhias, leituras edificantes, musica agradável, ideias fraternais e muito bom humor, pois com isso a saúde residira conosco.



Toda ajuda espiritual em favor da saúde depende da existência de um ponto de contato entre nos e as forças divinas.



Nas curas que realizava Jesus nunca prescindiu de um mínimo de colaboração dos enfermos.



Ele exortava a todos que o buscavam, o exercício da fé e a necessidade de uma conversão de vida.



A Providência Divina jamais nos favorecerá com alguma cura sem que perceba em nós o brotar das sementes da transformação interior.



É preciso haver alguma ressonância entre a nossa vibração e a vibração divina, um ponto em comum que nos ligue, por semelhança, as forças curativas.



Deus é o auxilio constante.



Exatamente neste instante Ele o inunda de energias amorosas aptas a curá-lo.



Mas, será que já nos colocamos em condições espirituais para recebermos a cura?


*


É preciso haver alguma ressonância entre a nossa vibração e a vibração divina, um ponto em comum que nos ligue, por semelhança, as forças curativas.

*

41 De Bezerra de Menezes para você, psicografia de Divaldo P. Franco, DIDIER.


*

FONTE:


DE LUCCA, José Carlos. O Médico Jesus, CAP. 22, p. 52-53.