Pachelbel - Canon In D Major

sábado, setembro 30, 2017

Significativo Lembrete - Emmanuel






Significativo Lembrete

Emmanuel




"Lembremo-nos sempre de que o Espiritismo:


Visto, pode ser somente fenômeno;


Ouvido, pode ser apenas consolação;


Vitorioso, pode ser apenas festividade;


Estudado, pode ser apenas escola;


Discutido, pode ser somente sectarismo;


Interpretado, pode ser apenas teoria;


Sistematizado, pode ser somente filosofia;


Observado, pode ser apenas ciência;


Meditado, pode ser apenas doutrina;


Sentido, pode ser apenas crença.


 Não nos esqueçamos porém, de Espiritismo aplicado à vida Eterna com Eterna Libertação.


A codificação trouxe ao mundo uma chave gloriosa, cuja utilidade se adapta a numerosas portas.


Escolhamos o caminho da aplicação:


De coração elevado a Jesus, não temos por agora


divisa mais nobre a recordar.


Vivei-a na fé consoladora.


Espiritismo é sol.


Brilhai na sua luz.”



XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito Emmanuel.



sexta-feira, setembro 29, 2017

A Luz em Ti - Meimei






A Luz em Ti

Meimei


É um tesouro inigualável, teu somente.


Ninguém dispõe dele em teu lugar. 


Nas horas mais difíceis, podes gastá-lo sem preocupação. 


Quando alguém te fira, é capaz de revelar-te a grandeza da alma, no brilho do perdão.


No momento em que os seres mais queridos porventura te abandonem, será parte luminosa de tua benção.


Ante os irmãos infelizes, é o teu cartão de paz e simpatia. 


Nos empreendimentos que te digam respeito ao próprio interesse, converte-se em passaporte para a aquisição das vantagens que desejes usufruir. 


No relacionamento comum, transforma-se na chave para a formação das amizades fiéis.


Na essência, é um investimento, a teu próprio favor, que realizas sem o menor prejuízo.


Esse tesouro é o teu sorriso, - luz de Deus em ti mesmo, - que nenhuma circunstância pode extinguir e que ninguém consegue arrebatar.




XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito Meimei.

quinta-feira, setembro 28, 2017

Chico Xavier Conta Sobre Visita Que Fez À Colônia Espiritual "Nosso Lar" Na Companhia De André Luiz




Chico Xavier Conta Sobre Visita Que Fez À Colônia Espiritual "Nosso Lar" Na Companhia De André Luiz 


Qual foi o acontecimento que mais o alegrou na Seara Espírita até o dia de hoje?


R - Tenho tido sempre muitas alegrias em minha vida mediúnica, principalmente na recepção dos livros de nossos instrutores do Alto, no entanto, assinalo, como sendo uma das mais belas surpresas da minha vida de médium, a saída de meu corpo físico, durante algumas horas, em julho de 1943, na companhia do nosso amigo desencarnado, André Luiz, a fim de conhecer uma faixa suburbana de Nosso Lar, a cidade que ele descreve no primeiro livro que ele escreve, por meu intermédio, providência essa que Emmanuel permitiu fosse tomada para que eu não prejudicasse a psicografia de André Luiz, cujas narrações eram para mim inteiramente novas.” (No Mundo de Chico Xavier, p. 106-107) Chico Xavier.

*

Tive a alegria de conhecer a Doutrina em 1980 e o prazer de conhecer (ou reconhecer) o médium Chico Xavier em 1981, em Pedro Leopoldo (MG), na casa de sua irmã, Cidália Xavier e do nosso saudoso Francisco Carvalho. Um encontro que ficará registrado na minha memória espiritual. Nesse período, estabelecemos um contato estreito, onde tive a oportunidade de acompanhar parte do seu admirável trabalho. Em todos esses anos, sempre procurei manter a nossa amizade em bases de respeito e confiança. Talvez, por isso, ela só tenha sido interrompida em 30 de junho de 2002.

*

O caso que narro a seguir foi contado pelo Chico, em meados da década de 80, na casa de sua irmã Luiza Xavier, na cidade de Pedro Leopoldo (MG). 

Estávamos conversando sobre o livro Nosso Lar, quando indaguei como seria a cidade de Nosso Lar e se ele já teria sido levado pelo espírito André Luiz para conhecê-la. 


Ele me disse que no capítulo do livro intitulado Bônus Hora, ele havia parado de psicografar por uns 15 dias.

*

Ele pensou que estava sendo mistificado. 


Segundo ele, André Luiz, percebendo que a dúvida poderia atrapalhar o desenvolvimento da obra, disse que em uma das quartas-feiras ele seria levado para conhecer alguns aspectos da cidade. 


Recomendou o Chico quanto aos cuidados em relação aos pensamentos e à alimentação. 


E aconselhou que ele se deitasse em decúbito dorsal, procurando evitar qualquer posição desconfortável, principalmente para a região do pescoço. 


Chico disse que ele se deslocou do corpo e ficou aguardando a chegada de André Luiz, mantendo boa consciência.

*

No horário marcado, André Luiz e Chico “caminham” na rua São Sebastião, em direção à rua Comendador Antônio Alves (rua principal da cidade), e ficam aguardando em frente à Matriz. 


Lá permanecem por alguns minutos, quando Chico observa que um veículo na forma de um “cisne” aterriza suavemente na rua. 


No lugar onde ficam os “órgãos do cisne” se localizavam as janelas e nos “olhos do cisne” os condutores do veículo.

*

Antes de entrar no citado veículo, André Luiz disse a Chico que a partir daquele momento ele não precisava articular nenhuma palavra, que se comunicariam através do pensamento. 


Entraram no veículo e Chico observou que todos os lugares já estavam ocupados, com exceção dos dois últimos. 


Chico perguntou mentalmente a André Luiz o que aquelas pessoas estavam fazendo ali e ele disse que muitas estavam indo à cidade de Nosso Lar para refazimento e outras para orientação e instrução, sempre acompanhadas por algum amigo ou benfeitor espiritual.

*

Chico observou que o deslocamento do veículo era muito diferente do avião comum, que para pegar altitude tem de dispor de muito espaço. 


Ao contrário, aquele veículo pegava altitude rapidamente e foi exemplificando com as mãos que o veículo pegava altitude utilizando um movimento espiralado.

*

Chico não soube precisar exatamente quanto tempo esteve no veículo, mas me relatou que acreditava ter ficado por volta de 40 minutos. 


Disse ainda que não era possível observar pela janela o que estava acontecendo na paisagem exterior e que, de repente, o veículo fez um movimento semelhante ao de quando empurramos um objeto de plástico para o fundo da água e o soltamos ele volta um pouco acima do nível da água e depois se acomoda na superfície.

*

Naquele momento, quando Chico olhou pela janela, o veículo estava sobre um oceano. 


Segundo André Luiz, na perspectiva de Nosso Lar os encarnados "estão vivendo em um mar de oxigênio”.

*

O médium relatou que o veículo deslizou por alguns minutos na horizontal e parou em uma espécie de porto. 


O comandante da “nave” disse a todos que deveriam estar novamente naquele local a uma determinada hora.

*

Cada grupo seguiu a sua direção. 


Chico afirmou que no trajeto para a cidade existiam flores emitindo cores variadas. 


André Luiz disse que pela manhã as flores absorvem a luz solar e à noite emitem luz, permitindo um jogo de cores impressionante. 


Chico não teve permissão de conhecer a Governadoria.

*

Observou que as ruas eram bem largas e arborizadas. 


Conheceu algumas dependências do Ministério da Regeneração. 


Disse que entrou em uma espécie de hospital (acho que ele se referiu ao Santuário da Bênção). 


Viu muitos enfermos. 


Observou que as lâmpadas nesse local tinham a forma de um coração. 


André Luiz disse que durante as orações da Governadoria e de toda a comunidade, pontualmente às 18:00h, os enfermos recebem energias de refazimento através dessas lâmpadas.

*

André Luiz falou sobre o chamado Bônus Hora, explicando o seu mecanismo. Boa parte dessa explicação consta no próprio livro. 


Retornaram no horário previsto.

*

Das obras psicografadas pela faculdade mediúnica do nosso Chico Xavier, na minha opinião, a série André Luiz representa uma fonte inesgotável de informação, consolo e esclarecimento. 


Precisamos estudá-la urgentemente.


*

Jhon Harley - Presidente do Conselho Curador da Fundação Cultural Chico Xavier, instituída em 01/07/2005, e trabalhador do Grupo Espírita Scheilla e da Casa de Chico Xavier, na cidade de Pedro Leopoldo (MG).




Fonte

Geraldo Lemos Neto Vinha de Luz Editora Ismael Gobbo | SP.



quarta-feira, setembro 27, 2017

Em Torno de Ti - Emmanuel









Em Torno de Ti


Emmanuel


Em derredor de ti, encontrarás sempre, no mundo, a escola de aperfeiçoamento espiritual em que te matriculaste, através do berço físico.


Por muito sacrifício te custe a convivência com aqueles aos quais o mundo te vinculou pela força da consanguinidade, não te afastes deles, senão quando as circunstâncias da vida, expressando os desígnios superiores das Leis que nos regem, te determinem alterações e mudanças.


A universidade é uma construção da inteligência.


Cada aluno que se habilita a certa faixa profissional terá obrigatoriamente partilhado, por tempo longo, do clima de professores e colegas, os mais diversos entre si, para a obtenção dos valores culturais que demanda.


O lar é um conquista do sentimento.


Cada coração que integra a família nele sediada se candidata à aquisição de recursos determinados e partilhará conseqüentemente, por tempo dilatado, das experiências daqueles que se lhes categorizam na posição de parentes, a fim de que possa atingir as qualidades que procura.


Se problemas e provações te gravam os dias, no instituto doméstico, aconselha-te com a fé em Deus e guarda a paciência no aprendizado que atravessas.


Respeita os pais que te patrocinaram o nascimento; entretanto, se não te correspondem ao devotamento, compadece-te deles e não lhes sonegues o acatamento e a gratidão de que se te fazem credores.


Educa os filhos que o mundo te confiou; no entanto, se não te mostram afeto, compadece-te deles e não lhes recuses a bênção de paz da qual necessitam para serem felizes, conquanto nem sempre consideres justo armá-los de forças monetárias, capazes de aniquilar-lhes o ensejo de elevação e serviço.


Sejam quais forem as notas discordantes que te cerquem no lar ou no grupo de trabalho, compadece-te dos companheiros que ainda não entendam a mensagem de fraternidade e continua a demonstrar-lhes bondade e tolerância, porque os Poderes Maiores, que nos conduzem os destinos, certamente nos observam o comportamento nas lições em que nos encontramos para a conquista do perfeito amor.




XAVIER , Francisco Cândido pelo Espírito Emmanuel. Calma. Cap.

terça-feira, setembro 26, 2017

Em Prece - Emmanuel







Em Prece

Emmanuel


Senhor Jesus!


Por três séculos de aflição, na alvorada nascente do Evangelho, quantos Te seguiam, cultivando-Te os princípios e venerando-Te a ressurreição além da morte, eram perseguidos, espezinhados, enxovalhados, espancados, espoliados nos bens mais singelos, trancafiados nos cárceres, algemados em postes de martírios, atirados às presas sanguissedentas de animais ferozes ou apartado daqueles a quem mais amavam, a fim de serem assassinados nas praças públicas!...


Hoje, que as leis humanas evoluíram, cortando, quando possível, os abusos da autoridade e do poder, os espíritas-cristãos, que Te restauram o ensinamento, não são conduzidos para as arenas de suplícios; entretanto, são igualmente escarnecidos, humilhados, injuriados, desprezados, batidos nas mínimas esperanças, relegados ao desapreço do mundo, marcados a fogo de zombaria, indicados aos golpes da calúnia ou incompreendidos nos sentidos mais santos, por buscarem a Religião da Fraternidade e da Justiça com a certeza do túmulo vazio...


Afirmaste, porém, que se quisermos encontrar-Te, não nos resta outra alternativa senão a de tomar nossa cruz e seguir-Te.


Sabemos que estás junto de nós, não por símbolo morto, mas por Mestre vivo e infatigável, sustentando-nos a fé.


Em razão disso, oh! Inefável Amigo, é que os espíritas cristãos e nós outros,  os pequeninos tarefeiros desencarnados que os assistem,  aspiramos acompanhar-Te!


Apaga em nós qualquer impulso à violência, unge-nos o espírito nas fontes vivas da caridade, inclina-nos ao amor e à tolerância, e, embora trilhemos ainda o carreiro obscuro de velhas imperfeições, deixa que te possamos repetir:


- Senhor, as nossas almas endividadas, a caminho de Tua bênção, Te glorificam e Te saúdam!...





XAVIER ,Francisco Cândido ditado pelo Espírito Emmanuel. Hoje , p. 07.

segunda-feira, setembro 25, 2017

No Exame do Bem - Emmanuel





No Exame do Bem

Emmanuel


Mal e bem!...


Vejamos alguns daqueles que são responsáveis pelo mal, conquanto, de algum modo, se relacionem com o bem:


· Os que falam bem e não agem bem;


· Os que vivem no bem de si, conscientemente foragidos do trabalho pelo bem dos outros;


· Os que apregoam o bem sem cultivá-lo;


· Os que se apresentam bem e não se comportam bem;


· Os que acreditam no poder do bem e exploram o bem do poder;


· Os que se apoiam no bem do dinheiro, sem distribuir o dinheiro do bem;


· Os que destacam o bem da ciência e ridicularizam a ciência do bem;


· Os que identificam claramente o bem e não procuram o bem naquilo que enxergam e naquilo que escutam;


· Os que se instruem bem e não ensinam bem;


· Os que sabem onde se encontra o bem e não se dispõem a preservá-lo;


· Os que se afligem pelo bem-estar, segundo o conforto próprio, e não se preocupam em estar bem, conforme a justiça.


O mal que surge nos que desconhecem o bem é fruto da ignorância.


O mal verdadeiro, o mal que se consolida qual moléstia minaz no organismo do mundo, é sempre o resultado de nossas atitudes, quando conhecemos o bem e apontamos a necessidade do bem, sem vontade e sem coragem de praticá-lo.



XAVIER ,Francisco Cândido ditado pelo Espírito Emmanuel. Hoje , p. 11.


domingo, setembro 24, 2017

Marilyn Sob Uma Árvore No Cemitério - Chico Xavier







Marilyn Sob Uma Árvore No Cemitério

Chico Xavier


- Certa vez o Sr. informou que tinha recebido  comunicação do espírito de Marilyn Monroe, sobre as condições de sua morte. 


Agora, após a publicação de sua biografia por Norman Mailler, o Sr. voltou a falar com Marilyn? 


Ela gostou do livro? 


O Sr. gostou?

*

- “Não li o livro, mas sempre leio, através dos jornais, as notícias. 


Sobre o contato com a Marilyn a história é a seguinte: tendo ido à América do Norte, em companhia de amigos, em 1966, visitamos um cemitério, onde estava a memória de pessoas ligadas a algumas que estavam conosco. 


Com grande surpresa, então, ouvi a notícia de que naquele cemitério estavam as cinzas de Marilyn. 


Naturalmente, eu me comovi muito. 


Fiz uma prece no seu túmulo. 


Assisti a dois filmes de Marilyn, de que não me lembro o nome, mas sempre a admirei muito. 


Era uma artista de grande beleza e de grande influência no mundo. 


Naquele cemitério, existe uma árvore muito grande. 


Nela vi diversas entidades e vi Marilyn. 


Ela estava repousando com a cabeça no colo de uma senhora. 


Não posso dizer que estava vendo uma realidade ao ponto de vista que eu interpretei, ou se, pela prece, o meu pensamento se tivesse ligado a regiões distantes, onde talvez, o pensamento dela recebesse a nossa mensagem.”


*

Continua Chico:



- “Vi muitos vultos naquela árvore, porém me detive na personalidade dela. 


Vi também o espírito de Humberto de Campos de longe, aproximando-se dela para conversar. 


Depois ele passou por mim e me deu a entrevista que ele tinha realizado com ela. 


Um amigo que lá estava me disse que a senhora, no colo em que estava Marilyn, era uma ex-atriz que também desencarnara, vítima de câncer antes da morte de Marilyn. 


De modo que Humberto de  Campos me deu essa mensagem e ela consta de um livro. 


Eu perguntei também, a Humberto, se ela tinha algum ponto, essencial, na entrevista, que tivesse impressionado a ele. 


Ele disse que o ponto essencial da entrevista que teve com Marilyn, foi o problema da liberdade sexual, menos bem conduzida. 


Ela se detivera com muito empenho na liberdade sexual, exercida com espírito de responsabilidade não tão segura, quanto acha que seria de desejar nos dias de hoje. 


Ela disse que pretendia voltar à Terra, talvez em tempo breve, para uma reencarnação, em que pudesse fazer uma revisão dos pontos de vista e das diretrizes que adotou na existência que acabara de deixar.”


sábado, setembro 23, 2017

Ama-te Mais - Joanna de Ângelis









Ama-te Mais


Joanna de Ângelis



Certamente, não nos referimos ao sentimento egoísta, ambicioso, envenenador.


Amar-se, é respeitar-se, proporcionando-se as conquistas superiores da vida, os anseios elevados do coração.


Intenta estabelecer um pequeno programa de amor para ti e executa-o.


Mantém acesa a luz do entusiasmo em tuas realizações e, sabendo-te fadado à
Grande Luz, deixa que brilhem as tuas aspirações nobres.


Escolhe "a melhor parte" em tudo e supera aquelas nefastas, que
prejudicam e envilecem.


Joanna de Ângelis





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis.













sexta-feira, setembro 22, 2017

Solução - André Luiz









Solução


André Luiz



Se você procura solução adequada ao seu problema, não olvide o grande remédio do Trabalho, doador de infinitos recursos, em favor do progresso do Homem e da Humanidade.


Seu cérebro vive cheio de perguntas?


Trabalhe e o serviço conferir-lhe-á respostas exatas.


Suas mãos permanecem paralisadas pelo desânimo?


Insista no trabalho e o movimento voltará.


Seus braços jazem fatigados?


Confie-se ao esforço novamente e a ação simbolizará para eles o lubrificante preciso.


Seu coração vive pesaroso e sem luz?


Procure agir no bem incessante e a alegria ser-lhe-á precioso salário.


Seus ideais encontraram sombra e gelo no grande caminho da vida?


Dê seu concurso às boas obras sem desfalecer e claridades novas brilharão no céu de seus pensamentos.


A parada que não significa descanso construtivo para recomeçar as atividades úteis é alguma coisa semelhante à morte.


Todos os males da retaguarda podem surpreender aquele que não avança. 



Mas se você acredita no poder do Trabalho, aceitando o serviço aos semelhantes, por norma de viver em paz, na obediência a Deus, o seu espírito terá penetrado realmente o verdadeiro caminho da salvação.






XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz. Endereços de Paz, CAP.30, C.E.U.