Pachelbel - Canon In D Major

quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Pintura Mediúnica ::Boudin pelo médium Medrado/BA

OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO


Olhai os lírios do campo...
Como são belos
Quando a manhã nasce
No coração dos homens...
Olhai os lírios do campo...
Tão alvos,
Tão castos,
Tão puros,
E procurai imita-los
Em tudo que fizerdes,
Em tudo que virdes,
Em tudo que beijardes...
Olhai os lírios do campo...
Como são felizes
Quando dormem resignados
Nos dias úmidos do inverno triste...
Olhai os lírios do campo...
Como são felizes,
Como são castos,
Como são bons
Quando escrevem na “Vida”
O poema da “Inocência”...


Fonte: MAIOR, Mário Souto. Meus poemas diferentes. Recife: Geração, 1938. p. 1.

Berthe Morisot ::Pelo Médium Medrado/BA


NÃO SÓ


"E peço isto: que a vossa caridade abunde mais e mais em ciência e em todo o conhecimento." - Paulo. (FILIPENSES, 1:9.)

A caridade é, invariavelmente, sublime nas menores manifestações, todavia, inúmeras pessoas muitas vezes procuram limitá-la, ocultando-lhe o espírito divino.Muitos aprendizes crêem que praticá-la é apenas oferecer dádivas materiais aos necessitados de pão e teto.


Caridade, porém, representa muito mais que isso para os verdadeiros discípulos do Evangelho.Em sua carta aos filipenses, oferece Paulo valiosa assertiva, com referência ao assunto.Indispensável é que a caridade do cristão fiel abunde em conhecimento elevado.



Certo benfeitor distribuirá muito pão, mas se permanece deliberadamente nas sombras da ignorância, do sectarismo ou da auto-admiração não estará faltando com o dever de assistência caridosa a si mesmo?Espalhar o bem não é somente transmitir facilidades de natureza material.

Muitas máquinas, nos tempos modernos, distribuem energia e. poder, automaticamente.


Caridade essencial é intensificar o bem, sob todas as formas respeitáveis, sem olvidarmos o imperativo de auto-sublimação para que outros se renovem para a vida superior, compreendendo que é indispensável conjugar, no mesmo ritmo, os verbos dar e saber.


Muitos crentes preferem apenas dar e outros se circunscrevem simplesmente em saber; as atividades de todos os benfeitores dessa espécie são úteis, mas incompletas.


Ambas as classes podem sofrer presunção venenosa.Bondade e conhecimento, pão e luz, amparo e iluminação, sentimento e consciência são arcos divinos que integram os círculos perfeitos da caridade.Não só receber e dar, mas também ensinar e aprender.


Francisco Cândido Xavier. Do livro: Vinha de Luz. Ditado pelo Espírito Emmanuel

domingo, fevereiro 10, 2008





INAUGURAÇÃO DIÁRIA



Você já participou de alguma inauguração? Já reparou como tudo é bonito, festivo, em dia de inauguração?

As pessoas usam as suas melhores roupas e seus melhores perfumes.

Os sorrisos estão por toda parte. E todos os detalhes são minuciosamente cuidados. As cores das flores devem combinar com o restante da decoração, a música não pode estar tão alta que perturbe o ambiente.

O cafezinho tem um sabor especial. A recepção é impecável. Enfim, tudo é maravilhoso em dia de inauguração.

A mercadoria se apresenta nos balcões, nas vitrines, nas mesas, harmoniosamente disposta. Um atrativo para os olhos.

Entretanto, no dia seguinte, o mesmo local, as mesmas pessoas, a mesma mercadoria não tem o mesmo encanto. À medida que os dias se escoam, os funcionários vão se mostrando cansados e já não atendem tão bem a clientela.

O cafezinho nem sempre está gostoso. As flores não são trocadas com regularidade e apresentam a tristeza amarelada do ambiente em que se encontram.

Parece que tudo vai assumindo um ar de mesmice.

Assim é na nossa vida, muitas vezes. Chega um momento em que nos permitimos cair na monotonia e nos esquecemos da grandeza da vida que vivemos e da riqueza de tudo que nos cerca.

Erguemo-nos pela manhã, trabalhamos, estudamos, nos alimentamos quase que mecanicamente.
Certo, a vida não é uma eterna festa, mas não pode ser simplesmente um amontoado de dias que se sucedem.

Importante seria que pensássemos em nossa vida em termos de uma constante inauguração. Ter, a cada despertar, algo novo em mente.

Um projeto diferente. Criar situações que nos revigorem as disposições para a alegria. Lembrar de detalhes: mandar flores para alguém, mesmo que não seja dia de aniversário.

Pode-se criar o dia de mandar flores. Escrever um bilhete de agradecimento. Mesmo que seja só para agradecer o fato de ter alguém por amigo, irmão.

Fazer uma vista inesperada. Enriquecer nossas amizades com contatos freqüentes e cordiais. Promover um encontro com os vizinhos. Colecionar frases positivas.

Recomeçar estudos interrompidos. Iniciar outras etapas de aprendizado. Não desistir nunca de aprender.

Criar novas idéias. Fazer uma meditação diária sobre os objetivos da vida.

E não esquecer nunca de que para ser dia de inauguração tem que se estar feliz, ter esperança no futuro, sentir que está se fazendo algo novo e desafiador.

Em síntese: dar sentido à própria vida.


Tela de Monet :: Pelo Médium Medrado/BA

Cada dia que surge, renovado, nos traz as oportunidades de trabalho, aprendizado, enriquecimento do Espírito.
Na forja das horas amadurecemos nossos conceitos, reformulamos idéias e ideais.
Enquanto se multiplicam as semanas e se somam os meses, na Terra que nos acolheu para as experiências do progresso, invistamos na vida e perseveremos na execução dos nossos planos de felicidade, sem receios infundados, nem desânimo injustificado.
Inauguremos nossa vida a cada dia, todos os dias.

Redação do Momento Espírita, baseada em mensagem intitulada Inaugure sua vida todo dia, de autoria de Dulce Magalhães. - http://www.momento.org.br/
Recebi esta mensagem da querida Lu Francis e compartilho com vocês...

sábado, fevereiro 09, 2008




PREOCUPAÇÕES



Não se aflija por antecipação, porquanto é possível que a vida resolva o seu problema, ainda hoje, sem qualquer esforço de sua parte.


Não é a preocupação que aniquila a pessoa e sim a preocupação em virtude da preocupação.


Antes das suas dificuldades de agora, você já faceou inúmeras outras e já se livrou de todas elas, com o auxílio invisível de Deus.


Uma pessoa ocupada em servir nunca dispõe de tempo para lembrar injúria ou ingratidão.


Disse um notável filósofo: "uma criatura irritada está sempre cheia de veneno", e podemos acrescentar: "e de enfermidade também".


Trabalhe antes, durante e depois de qualquer crise e o trabalho garantirá sua paz.


Conte as bênçãos que lhe enriquecem a vida, em anotando os males que porventura lhe visitem o coração, para reconhecer o saldo imenso de vantagens a seu favor.


Geralmente, o mal é o bem mal-interpretado.


Em qualquer fracasso, compreenda que se você pode trabalhar, pode igualmente servir, e quem pode servir carrega consigo um tesouro nas mãos.


Por maior lhe seja o fardo do sofrimento, lembre-se de que Deus, que agüentou você ontem, agüentará também hoje.


André Luiz



"Sinal Verde". Pelo Espírito André Luiz. CEC, cap. 25 . Psicografia do médium Francisco Cândido Xavier .