Pachelbel - Canon In D Major

domingo, janeiro 31, 2016

Vida Feliz X - Joanna de Ângelis







Vida Feliz X


Joanna de Ângelis



Organiza a tua agenda, a fim de ganhares o tempo com propriedade.


Cada tarefa deve ser exercida no seu respectivo momento.


O tumulto na realização, não apenas prejudica a ordem, mas também, a sua qualidade.


Um após outro, com calma e continuamente, realiza os teus deveres.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vida Feliz, 19.

sábado, janeiro 30, 2016

Vida Feliz IX - Joanna de Ângelis





Vida Feliz IX

Joanna de Ângelis


Mantém o teu controle emocional em todas as situações.


Sistema nervoso alterado, vida em desalinho.


Se dificuldades ameaçarem o teu equilíbrio, utiliza-te da oração.


A prece é medicamento eficaz para todas as doenças da alma.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vida Feliz, p. 18.


sexta-feira, janeiro 29, 2016

Vida Feliz VIII - Joanna de Ângelis




Vida Feliz VIII

Joanna de Ângelis



Vive sempre em paz.


Uma consciência tranquila, que não traz remorsos de atos passados, nem teme ações futuras, gera harmonia.


Nada de fora perturba um coração tranquilo, que pulsa ao compasso do dever retamente cumprido.


A paz merece todo o teu esforço para consegui-la.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vida Feliz, p. 17.

quinta-feira, janeiro 28, 2016

Vida Feliz VII -Joanna de Ângelis





Vida Feliz VII

Joanna de Ângelis



Não ambiciones demasiadamente.


 "Quem muito abarca, pouco aperta" — afirma o refrão popular.


A ambição desmedida enlouquece, quando já não infelicita antes.


Cuida de lutar pelo necessário, repartindo o que te exceda, certamente, fazendo falta a outros.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de ÂNgelis. Vida Feliz, p. 16.

quarta-feira, janeiro 27, 2016

Vida Feliz VI -Joanna de Ângelis





Vida Feliz VI

Joanna de Ângelis



Quando estiveres em dúvida, resolve pela atitude menos prejudicial ao próximo e a ti próprio.


Evita arriscar-te e arruinar outras pessoas.


Age em serenidade, certo de que o teu gesto repercutirá nas demais pessoas, de acordo com a emoção e o conteúdo de que se revista.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de ÂNgelis. Vida Feliz, p. 15.

terça-feira, janeiro 26, 2016

Vida Feliz V - Joanna de Ângelis





Vida Feliz V

Joanna de Ângelis


Concede ao teu próximo os mesmos direitos e favores que esperas dele receber.


O egoísmo é doença que envenena a alma.


O amigo ao teu lado anela pelos espaços para viver, conforme ocorre contigo.


Lembra-te de não lhe interditar a oportunidade.


O que te está reservado, aprende a repartir.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de ÂNgelis. Vida Feliz, p. 14.

segunda-feira, janeiro 25, 2016

Vida Feliz IV - Joanna de Ângelis





Vida Feliz IV

Joanna de Ângelis


A paciência é a virtude que te auxiliará na conquista dos bens do corpo, da alma e da sociedade.


Ela ensina a técnica de como se deve aguardar, quando não se pode ter imediatamente o que se deseja. Jamais te irrites.


A paciência te auxiliará a tudo vencer.



FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de ÂNgelis. Vida Feliz, p. 13.



domingo, janeiro 24, 2016

Aceita-te - Joanna de Ângelis





Aceita-te

Joanna de Ângelis


Aceita-te como és, procurando melhorar.


Não te acomodes na imperfeição.


Todos somos o que somos, mas todos devemos ser mais.


Não te compares aos outros És uma criação originalíssima do Criador.


Tens potencialidades semelhantes às de todos os seres.


Não és melhor nem pior do que ninguém.


És capaz dos feitos que caracterizam os anjos, ou das atitudes que te nivelem ao malfeitor.


Tens diversos caminhos à tua frente. 


A opção é tua.


Não te revoltes contra a tua condição.


A lama pode ser tão ùtil quanto o diamante.


Aceita-te e não prejudiques ninguém com o teu modo de ser.






FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vigiai e Orai.

Vida Feliz III - Joanna de Ângelis





Vida Feliz III

Joanna de Ângelis



Mergulha a mente, quanto possível, no estudo.

0 estudo liberta da ignorância e favorece a criatura com o discercimento.

O estudo e o trabalho são as asas que facilitam a evolução do ser.

O conhecimento é mensagem de vida.

Não apenas nos educandários podes estudar.

A própria vida é um livro aberto, que ensina a quem deseja aprender.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vida Feliz , p. 12.

sábado, janeiro 23, 2016

Vida Feliz II - Joanna de Ângelis




Vida Feliz II

Joanna de Ângelis



Considera o trabalho o melhor meio para progredir.


Quem não trabalha, entrega-se à paralisia moral e espiritual.


O homem que não se dedica à ação libertadora do trabalho faz-se peso negativo na economia da sociedade. 


0 trabalho é vida.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Vida Feliz, p. 11.

sexta-feira, janeiro 22, 2016

Vida Feliz I - Joanna de Ângelis





Vida Feliz I

Joanna de Ângelis


Saúda o teu dia com a oração de reconhecimento.


Tu estás vivo.


Enquanto a vida se expressa, multiplicam-se as oportunidades de crescer e ser feliz.


Cada dia é uma bênção nova que Deus te concede, dando-te prova de amor.


Acompanha a sucessão das horas cultivando otimismo e bem estar.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de ÂNgelis. Vida Feliz, p. 10.

quinta-feira, janeiro 21, 2016

Vida Feliz - Joanna de Ângelis






Vida Feliz

Joanna de Ângelis


Em Ecbátana, cidade antiga da Pérsia, havia uma Academia onde se reuniam os sábios da época, então chamada Silenciosa, porque os seus membros deveriam manter-se calados quanto possível, em meditação, resolvendo os problemas que lhes eram apresentados.


Certo dia, em que todos estavam reunidos, apresentou-se um eminente pensador chamado Dr. Zeb, que foi ali propor a sua candidatura a um daqueles lugares disputados.


O presidente da entidade atendeu-o em silêncio, e, diante dos diversos acadêmicos, escreveu o número mil no quadro de giz, colocando um zero à sua esquerda, fazendo-o entender que este era o seu significado para os presentes.


Dr. Zeb, sem qualquer enfado, apagou o zero e o transferiu para o lado direito do número, tornando-o dez vezes maior.


Surpreendido, o sábio tomou de uma taça de cristal e repletou-a com água de tal forma, que toda gota acrescentada resultava numa gota a exceder e perde-se...


O candidato, sem perturbar-se, tirou uma pétala de bela rosa que adornava o recinto e a depôs sobre a água da taça, que se manteve sem nenhuma perturbação, tomando-se mais bela.


Diante da excelente resposta, Dr. Zeb foi então admitido como membro do Colégio de sábios.


Considerando o expressivo número de obras portadoras de regras de conduta, de orientação moral e evangélica, mais um pequeno livro poderia parecer um zero ao lado esquerdo do algarismo significativo...


Tendo em vista porém, o número de mentes e corações que solicitam diretrizes e auxílio, inspiração e apoio espiritual, animamo-nos a reunir duzentos pequenos temas já muito conhecidos, oferecendo-lhes um tratamento simples e de fácil aplicação, para brindar os nossos leitores, o que então fazemos, rogando as bênçãos de Jesus para todos nós.


Esperamos que, na sua singeleza, ele venha tornar-se a pétala de rosa que o Dr. Zeb colocou sobre a taça repleta de líquido, dando significado, beleza e vida à existência de todo  aquele que o ler.


Joanna de Ângelis


Salvador, 20 de fevereiro de 1988.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de ÂNgelis. Vida Feliz, Introdução , p. 06-09.

quarta-feira, janeiro 20, 2016

Verdadeiro respeito - Momento Espírita




Verdadeiro respeito



Ainda hoje é comum se observar desrespeito entre membros de religiões diferentes.


Um ditado popular até inclui religião entre os temas que não devem ser conversados ou discutidos, entre colegas ou amigos. É questão nevrálgica que pode gerar desentendimentos.


É que, quase sempre, um termina por ofender o outro por serem diferentes os conceitos a respeito de Deus, da alma, das penas e recompensas futuras.


Contudo, entre grandes líderes religiosos há muito respeito. Exatamente porque um no outro admira o compromisso integral com sua própria crença.


Recordamos que no ano de 1219, Francisco de Assis, que fora se juntar aos combatentes da Quinta Cruzada, decidiu ir à presença do sultão Al-Malik Al-Kamil.


Ele desejava converter o sobrinho de Saladino ao Cristianismo. E se isso redundasse em martírio, não se importava.


Com seu companheiro Illuminatus foi em direção ao quartel-general do sultão.


Era sabido que os cristãos podiam praticar sua fé em terras muçulmanas. Mas, se tentassem converter algum maometano, estariam sujeitos à pena capital.


Quando Francisco e o amigo se aproximaram do acampamento do sultão foram imediatamente levados à sua presença.


O governante muçulmano tinha a mesma idade de Francisco. Ele governava o Egito, a Palestina e a Síria.


Era competente em artes militares. Também completamente dedicado às tradições de sua fé e à sua disseminação.


Cinco vezes ao dia, ao ouvir o chamado para a adoração a Alá, era o primeiro a assumir a postura devida.


Francisco de Assis, pois, estava diante de um homem profundamente devoto, que também acreditava em um Deus único.


Francisco, através de um intérprete, falou ao sultão e ao seu conselho sobre a fé em Cristo e o apelo de paz em nome de Jesus, o filho de Deus.


Quando concluiu, os conselheiros presentes opinaram que os visitantes deveriam ser, de imediato, decapitados.


Entretanto, o sultão era homem que apreciava a verdadeira fé onde quer que a encontrasse e disse:


Vou contrariar esses conselhos. Jamais te condenarei à morte. Seria uma perversa recompensa para alguém que voluntariamente arriscou-se a morrer a fim de salvar minha vida diante de Deus, como acreditas.


Até onde os registros medievais, em italiano e francês, bem como as crônicas muçulmanas relatam, o fato não teve precedente na História das relações entre cristãos e muçulmanos.


Os frades ficaram no acampamento durante uma semana. E, ao despedi-los, o sultão forneceu a ambos salvo-conduto de volta ao seu acampamento.


E até mesmo a Jerusalém, pois Francisco desejava venerar os ditos lugares santos cristãos.


Deu-lhes o suficiente em provisões para a viagem de retorno e presentes preciosos. Esses, delicadamente foram recusados por Francisco, o que mais provocou a admiração de Al-Kamil.


Francisco não conseguiu converter o sultão à fé cristã mas saiu de lá com uma impressão bem diferente do seu anfitrião.


Eram dois líderes. Um liderava homens à guerra, motivados por suas convicções religiosas. O outro somente desejava que se implantasse a paz do Cristo no mundo.


Dois líderes. Conceitos divergentes. Batalhas gigantescas a vencer. Armas diferentes.


Mas um ao outro ouviu e deixou bem claras as linhas do respeito.


Pensemos nisso.




Redação do Momento Espírita, com base no cap. Doze  – 1219 – 1220, do livro Francisco de Assis, o santo relutante, de Donald Spoto, ed. Objetiva. Disponível em www.momento.com.br.

terça-feira, janeiro 19, 2016

Tranquilidade - Emmanuel




Tranquilidade

Emmanuel



Comece o dia na luz da oração.


O amor de Deus nunca falha.


Aceite qualquer dificuldade sem discutir.


Hoje é o tempo de fazer o melhor.


Trabalhe com alegria.


O preguiçoso, ainda mesmo quando se mostre num pedestal de ouro maciço é um cadáver que pensa.


Faça o bem quanto possa.


Cada criatura transita entre as próprias criações.


Valorize os minutos.


Tudo volta, com exceção da hora perdida.


Aprenda a obedecer no culto das próprias obrigações.


Se você não acredita na disciplina, observe um carro sem freio.


Estime a simplicidade.


O luxo é o mausoléu dos que se avizinham da morte.


Perdoe sem condições.


Irritar-se é o melhor processo de perder.


Use a gentileza, mas, de modo especial dentro da própria casa.


Experimente atender aos familiares como você trata as visitas.


Em favor de sua paz conserve fidelidade a si mesmo.


Lembre-se de que, no dia do Calvário, a massa aplaudia a causa triunfante dos crucificadores, mas o Cristo solitário e vencido era a causa de Deus.





XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito Emmanuel . Livro Centelhas.

segunda-feira, janeiro 18, 2016

Suprimento - Emmanuel




Suprimento

 Emmanuel

Se desejas servir
Deus te concede os meios.


Por mais lutas à frente,
Segue e confia em Deus.


Crê, batalha e não temas,
Deus te apóia e te guarda.


Tentações a vencer?
Deus te dá resistência.


Mais trabalho na vida?
Deus te acrescenta a força.


Nos problemas difíceis
Deus te iluminará.


Se desejas servir
Deus te concede os meios.


Por mais lutas à frente,
Segue e confia em Deus.




XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito Emmanuel . Livro Centelhas.