quarta-feira, fevereiro 22, 2017

Perdão e Autoperdão - Yasmin Madeira


50 Morte - Joanna de Ângelis





50 Morte

Joanna de Ângelis



Tudo que nasce, vive, morre e se transforma.


O corpo se organiza, tem o seu ciclo vital, desagrega-se e modifica as moléculas que o constituem, mediante o fenômeno da morte.


A morte é, portanto, acontecimento biológico, inevitável, para todas as formas vivas na Terra.

*

Considera a fragilidade orgânica na qual te movimentas e, ao cair do dia, antes do repouso no lar, pensa na possibilidade de a perderes mediante a transformação pela morte.


O sono é uma quase desencarnação e ninguém tem segurança se despertará na aparelhagem física no dia seguinte...


Faze uma avaliação do teu dia, busca retificar o em que te enganaste, reprograma as tuas atividades e vive com a retidão que caracteriza aquele que dispõe de pouco tempo, confiando no prosseguimento da vida após o transe.

*

Desenfaixa-te dos elos retentivos com a retaguarda, sempre que te sintas atado, recordando que a vida prossegue e toda vinculação com os caprichos humanos representa sofrimento em programação.


Todos os momentos que passam podem ser considerados adeuses.


Assim, avança para o amanhã, libertando-te, para alcançares o triunfo da tua imortalidade.


Divaldo Pereira Franco - Episódios Diários - Pelo Espírito Joanna de Ângelis p.93- 94. 

terça-feira, fevereiro 21, 2017

Superando Seus medos - Yasmin Madeira


49 Sono e Repouso - Joanna de Ângelis





49 Sono e Repouso

Joanna de Ângelis


O sono é uma experiência que faz recordar a desencarnação.


É uma pré-morte ou treinamento para ela, em razão do entorpecimento da consciência, da vontade e graças à ausência de defesa a que fica exposta a criatura.


No sonho, às vezes, a lucidez espiritual, sintonizando com a vida exuberante, fixa impressões que se incorporam às lembranças em tons agradáveis ou afligentes, representativas dos lugares e pessoas onde e com quem se esteve.


Como ninguém sabe com segurança se, ao dormir, despertará no corpo, mais tarde, dois impositivos se fazem indispensáveis para um bom repouso: a prece e a harmonia mental.


A oração abre as portas da percepção ao indivíduo e o equilíbrio mental o conduz às regiões felizes.


O sono é fenômeno fisiológico de alta magnitude para a vida animal, sem o qual inúmeros distúrbios se instalam no ser.


Não apenas dormir é importante, senão, bem dormir, especialmente para o homem.


O repouso físico aliado ao prazer emocional constitui-lhe fator indispensável à saúde.


*


Antes do repouso noturno, deixa as preocupações à margem.


O travesseiro não aconselha a ninguém.


A noite bem repousada, os encontros espirituais durante a fase do sono, são os propiciadores da inspiração que soluciona as questões em pendência.


Assim, lê uma pequena página de otimismo antes de dormir, a fim de que ela te estimule os centros do pensamento sadio.


Ora com íntima confiança em Deus.


Entrega-te em paz ao repouso.


Quando despertares, estarás renovado e, se retornares à Pátria Espiritual, enquanto o corpo dorme, terás melhor condição de compreender e seguir tranqüilo os novos rumos que a vida te concede.


Divaldo Pereira Franco - Episódios Diários - Pelo Espírito Joanna de Ângelis p. 91- 92.



segunda-feira, fevereiro 20, 2017

Vivências com Jesus - Meditação #12 | Yasmin Madeira

48 De Retorno - Joanna de Ângelis





48 De Retorno

Joanna de Ângelis


Quando volvas ao lar, deixa, à distância, os resíduos das dificuldades e problemas enfrentados durante o dia.


A família não pode arcar com o ônus do teu cansaço, das mágoas, das frustrações e do mau humor que reuniste, por contingências, às vezes inevitáveis, do teu trabalho.


O ninho doméstico deve ser preservado das tempestades exteriores, a fim de que encontres nele forças e estímulos para os deveres a desempenhar no dia imediato.


Mesmo que te sintas deprimido ou fatigado, busca renovar-te com disposição otimista, mediante a qual tornarás ali a tua presença sempre desejada e querida.


Torna o teu lar uma permanente fonte de inspiração, de modo que, ao te recordares dele, em qualquer lugar, experimentes motivação para um feliz desempenho dos compromissos abraçados.


*


São inúmeros os desafios que o homem probo experimenta durante um dia.


Nem sempre triunfará em todos eles. No entanto, cada vez que se sinta defraudado por si mesmo, na luta, cabe-lhe o dever de preservar a confiança e programar a recuperação.


Quem não tropeça, nem cai, certamente não sai do lugar onde se encontra imobilizado.


Ação é, também, sinônimo de movimento, de experiências com erros e acertos.


Desse modo, não conduzas contigo a amargura dos insucessos, nem o ressaibo da insatisfação.


Terminado o teu compromisso fora da família, volve ao lar com disposição positiva, entusiasmado com os valores alcançados e confiante nos futuros resultados dos esforços a desprender mais tarde.


O teu lar deve ser o santuário-escola, a oficina-recreio onde o amor predomine e a felicidade, em qualquer situação ou circunstância, sempre se faça presente.




Divaldo Pereira Franco - Episódios Diários - Pelo Espírito Joanna de Ângelis p.89-90.

domingo, fevereiro 19, 2017

Vivências com Jesus - Meditação #11 | Yasmin Madeira

47 Velhice - Joanna de Ângelis




47 Velhice

Joanna de Ângelis


A vida, para desenvolver-se, exige energia.


O envelhecimento, resultado do desgaste energético, é fenômeno natural.


Irreversível, a idade conquista espaço no organismo humano, combalindo-lhe as forças e conduzindo-o à desencarnação.


Apesar da importância de serem preservados a juventude interior, o entusiasmo pela vida, as ocasiões de prosseguir servindo e iluminando-se, isto não descarta o fenômeno de velhice.


*


Cada minuto que passa, adiciona consumo à máquina orgânica impondo-te sisudeza, maturidade, consciência responsável.


A velhice é quadra abençoada da existência planetária, que nem todos têm oportunidade de alcançar.


Repositório de experiências, é campo de sabedoria a serviço da vida.


*


Respirando e agindo, estás envelhecendo.


Pensa nisso.


Vive, desse modo, programando a tua terceira idade, jovialmente, a fim de não seres colhido pela amargura e o dissabor, quando as forças se te apresentarem diminuídas, portanto, em decadência.


O pior da velhice é a forma refratária com que muitos a consideram, ingratamente.



Divaldo Pereira Franco - Episódios Diários - Pelo Espírito Joanna de Ângelis 88.

sábado, fevereiro 18, 2017

Vivências com Jesus - Meditação #10 | Yasmin Madeira

46 Busca Incessante - Joanna de Ângelis






46 Busca Incessante

Joanna de Ângelis


Uma das formas de ser feliz é buscar a Verdade sempre, não estacionando no já conseguido, e seguindo além.


Não tenhas, porém, a pretensão de obrigar os outros a aceitarem o que hajas conquistado.


As criaturas estacionam e progridem em faixas de valores diferentes, não podendo ser padronizadas mediante a mesma escala.


Além disso, a Verdade absoluta não será conseguida pelo homem finito.


Assim, ela se apresenta com matizes variados que atendem aos diversos graus da evolução humana, sem imposições constrangedoras.


Conquista sem humilhar; submete sem ferir; domina, libertando.


Quem a encontra, modifica-se inteiramente, alterando, para melhor, o padrão do comportamento.


Livre, com ela faz-se mais sábio e paciente, apaziguado e feliz.


Como não gostas que te cerceiem a faculdade de pensar e eleger o que te parece melhor, não te imponhas nem as tuas aquisições intelecto-morais a ninguém.


*


Através do exemplo leciona a verdade, nunca revidando mal por mal, desculpando a ignorância e olvidando toda ofensa.


Com uma visão mais clara e perfeita da vida, entendes melhor os homens e suas debilidades, sendo paciente com eles e conquistando- os para o clima de bem-estar que desfrutas.


O sábio não é aquele que conhece, mas quem aplica o conhecimento na vivência diária.


A verdade é manifestação de Deus, que a pouco e pouco o homem penetra.


Por isso, ensinou Jesus que todos buscássemos a verdade, pois que ela, expressando o amor em plenitude, liberta e torna feliz o ser.




Divaldo Pereira Franco - Episódios Diários - Pelo Espírito Joanna de Ângelis p. 86- 87.

sexta-feira, fevereiro 17, 2017

Vivências com Jesus - Meditação #09 | Yasmin Madeira

45 Força da Fé - Joanna de Ângelis





45 Força da Fé

Joanna de Ângelis



A fé religiosa, assentada nas sólidas bases da razão, constitui equipamento de segurança para a travessia feliz da existência corporal.


Luz acesa na sombra, aponta o rumo no processo humano para a conquista dos valores eternos.


O homem sem fé é semelhante a barco sem bússola em oceano imenso.


Quando bruxuleia a fé, e se apaga por falta do combustível que a razão proporciona, ei-lo a padecer a rude provação de ter que seguir em plena escuridão, sem apoio nem discernimento.


A fé pode ser comparada a uma lâmpada acesa colocada nos pés, clareando o caminho.


*


Sustenta a tua fé com a lógica do raciocínio claro.


Concede-lhe tempo mental, aprofundando reflexões em torno da vida e da sua superior finalidade.


Exercita-a, mediante a irrestrita confiança em Deus e na incondicional ação do bem.


A fé é campo para experiências transcendentes, que dilatam a capacidade espiritual do ser.


Com o dinamismo que a fé propicia, cresce nas tuas aspirações, impulsionando a vontade na diretriz da edificação de ti mesmo, superando impedimentos e revestindo-te de coragem com que triunfarás nos tentames da evolução.


Conforme a intensidade da tua fé, agirás, fazendo da tua vida aquilo em que realmente acreditas.




Divaldo Pereira Franco - Episódios Diários - Pelo Espírito Joanna de Ângelis p. 84-85.