segunda-feira, janeiro 23, 2017

95ª Oração Diária - WebTV Nova Luz


19 Perturbações - Joanna de Ângelis




19 Perturbações

Joanna de Ângelis



Apesar de tuas boas disposições, surgem momentos em que estranhos estados d’alma assomam, perturbando-te a lucidez e o entusiasmo.


Esses constituem desafios graves, que podem levar a imprevisíveis resultados negativos.


Surgem como depressão ou desinteresse, que deflui de uma observação infeliz, ou de uma palavra azeda, ou de uma discussão desgastante...


Há ocasiões em que se manifestam como nuvem obnubiladora do discernimento, insistente, que termina por gerar indisposição íntima, quando não leva a distonias e agressividade mais contundente.


Além dos fatores normais sociopsicológicos do relacionamento ou da emoção, originam-se na interferência psíquica de desencarnados que se comprazem em inquietar, inspirando desespero e conduzindo a estados afligentes...


Vivemos em quase permanente intercâmbio psíquico uns com os outros, no corpo físico e fora dele.


Mentes disparam dardos contra outras, atingindo o alvo com pontaria segura e estabelecendo telefonia de comunicação perturbadora.


*


Interrompe as telepatias deprimentes, sobrepondo a tua vontade e corrigindo a sintonia psíquica.


Sai um pouco e respira ar puro.


Recorda os planos ideais que acalentas.


Dialoga um pouco com alguém que te inspira simpatia.


Ora, por alguns instantes.


Estes expedientes expulsarão a onda de perturbação que te envolve e tornarás ao estado de tranqüilidade.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Episódios Diários.Cap. 19, p. 36-37.

domingo, janeiro 22, 2017

94ª Oração Diária - WebTV Nova Luz


18 Alteração - Joanna de Ângelis






18 Alteração

Joanna de Ângelis


Surge, inesperada, com ou sem motivo que a justifique.

Toma vulto e leva às mais cruéis conseqüências, se não é policiada a tempo.

Tem início numa palavra destituída de maldade, num olhar de aparente reproche, numa negativa, ou simplesmente em nada...

A altercação é virose que contamina com facilidade.

Perturba o discernimento, desarmoniza a emoção e deixa rastros significativos no comportamento alterado.

*

Os altercadores sempre encontram motivo para as suas discussões infrutíferas.

Desarmonizados em si mesmos, agradem-se quando ferem e encontram resposta para os duelos verbais que, não raro, levam a ações deploráveis.

A altercação é portadora de alta carga prejudicial de cólera, que atinge quem lhe tomba nas redes perversas e aquele com quem se debate.

*

Provocado, e convidado diretamente à altercação, desvia o assunto ou desvia-te do agressor.

Ele talvez “nada tenha a perder”, conforme alguns apregoam no auge da discussão.

Tu tens a paz que deves preservar, o bem-estar que não podes tisnar com a perturbação, e os sagrados compromissos com a vida.

Não te detenhas, nunca, em altercação, porquanto, todos aqueles que se permitem induzir, deixam-na arranhados, quando não saem vítimas de sutis
mutilações emocionais ou orgânicas, graças aos golpes que sofrem.



FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Episódios Diários. Cap 18, p.20.

sábado, janeiro 21, 2017

93ª Oração Diária - WebTV Nova Luz


17 Arte de Ouvir - Joanna de Ângelis





17 Arte de Ouvir

Joanna de Ângelis



Onde quer que te encontres, de uma ou de outra forma, despertarás o interesse de alguém.


Algumas pessoas poderão arrolar-te como antipático e até buscarão hostilizar-te.


Outras se interessarão por saber quem és e o que fazes.


Inúmeras, no entanto, te falarão, intentando um relacionamento fraterno.


Cada qual sintonizará contigo dentro do campo emocional em que estagia.


Como há carência de amigos e abundância de problemas, as criaturas andam a cata de quem as ouça, ansiando por encontrar compreensão.


Em razão disso, todos falam, às vezes simultaneamente.


*


Concede, a quem chega, a honra de o ouvir.


Não te apresses em cumulá-lo de informações, talvez desinteressantes para ele.


Silencia e ouve.


Não aparentes saber tudo, estar por dentro de todos os acontecimentos.


Nada mais desagradável e descortês do que a pessoa que toma a palavra de outrem e conclui-lhe a narração, nem sempre corretamente.


Sê gentil, facultando que o ansioso sintonize com a tua cordialidade e descarregue a tensão, o sofrimento...


No momento próprio, fala, com naturalidade, sem a falsa postura de intocável ou sem problema.


A arte de ouvir é, também, a ciência de ajudar.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Episódios Diários.Cap. 17, p. 32-33.

sexta-feira, janeiro 20, 2017

92ª Oração Diária - WebTV Nova Luz


16 Calma para o Êxito - Joanna de Ângelis




16 Calma para o Êxito

Joanna de Ângelis


Em todos os passos da vida, a calma é convidada a estar presente.


Aqui, é uma pessoa tresvariada, que te agride...


Ali, é uma circunstância infeliz, que gera dificuldade...


Acolá, é uma ameaça de insucesso na atividade programada...


Adiante, é uma incompreensão urdindo males contra os teus esforços...


É necessário ter calma sempre.


A calma é filha dileta da confiança em Deus e na Sua justiça, a expressar-se numa conduta reta que responde por uma atitude mental harmonizada.


*


Quando não se age com incorreção, não há por que temer-se acontecimento infeliz.


A irritação, alma gêmea da instabilidade emocional, é responsável por danos, ainda não avaliados, na conduta moral e emocional da criatura.


A calma inspira a melhor maneira de agir e sabe aguardar o momento próprio para atuar, propiciando os meios para a ação correta.


Não antecipa, nem retarda.


Soluciona os desafios, beneficiando aqueles que se desequilibram e sofrem.


*


Preserva-te em calma, aconteça o que acontecer.


Aprendendo a agir com amor e misericórdia em favor do outro, o teu próximo, ou da circunstância aziaga, possuirás a calma inspiradora da paz e do êxito.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Episódios Diários.Cap. 16, p. 30-31.

quinta-feira, janeiro 19, 2017

91ª Oração Diária - WebTV Nova Luz


15 Desconfiança - Joanna de Ângelis





15 Desconfiança

Joanna de Ângelis


Certamente, um coração que pulsa com equilíbrio é resultado de uma consciência pacificada.


Para que tal ocorra é indispensável que o homem adquira a sabedoria da confiança.


Graças a ela, goza de tranqüilidade íntima, agindo com inteireza moral e sem qualquer prevenção.


A confiança deflui de uma atitude sempre positiva em relação à vida, à criatura em si mesma e ao próximo.


Educando-se a vontade e corrigindo-se a óptica para melhor observar os acontecimentos, logra-se adquirir a confiança pessoal que é uma forma de segurança de conduta, elegendo o que fazer, como realizá-lo e para que executá-lo.


*


A desconfiança grassa entre os homens com ou sem motivo que a justifique.


Gera desconforto e mal-estar, armando indivíduos uns contra os outros, dando margem a suspeitas infundadas e a ódios que se instalam, prejudiciais.


Quem padece o mal da desconfiança, apresenta-se instável, arredio, caindo em alienações que estiolam a alegria de viver.


*


Se alguém age mal em relação a ti, ele é quem deve estar inquieto.


Se outrem te prejudica, propositadamente, o drama deve ser dele.


Em qualquer situação, espanca a desconfiança da tua agenda de atividade, permanecendo tranqüilo e feliz.





FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Episódios Diários.Cap. 15, p. 28-29.

quarta-feira, janeiro 18, 2017

90ª Oração Diária - WebTV Nova Luz


14 Dividir com Amor - Joanna de Ângelis





14 Dividir com Amor

Joanna de Ângelis


A miséria sócio-econômica, que entulha as avenidas do mundo, mistura-se à de natureza moral, que atulha os edifícios e residências de luxo como os guetos da promiscuidade libertina.


O que podes fazer, parece-te quase sem sentido ou significação, tão grande e volumoso é o problema. 


Apesar disso, não te escuses de auxiliar.


Se não consegues ir à causa do problema, minimiza-lhe os efeitos.


Desde que não podes erradicar, de um golpe, a fome, a enfermidade, a ignorância, contribui com a tua quota de amor, por mínima que seja.


Sempre podes dividir do que possuis, com aquele que nada tem.


Quando repartes com amor, multiplicas a esperança, favorecendo a alegria.


Menos tem, aquele que se nega a doar algo.


*


Afirma-se que esse gesto de amor gera o paternalismo, promove o vício...


Não têm razão os que assim informam.


Muitos males e alguns crimes são abortados quando uma atitude de amor interrompe o passo do infeliz que padece fome, desespero e dor...


Somente quem aprende a abrir a mão, descerra o bolso, terminando por oferecer o coração.


Faze o que te esteja ao alcance e a vida fará o resto.




FRANCO, Divaldo Pereira pelo Espírito Joanna de Ângelis. Episódios Diários.Cap. 14, p. 26-27.