Pachelbel - Canon In D Major

quinta-feira, dezembro 31, 2015

E já é Ano Novo, outra vez - Momento Espírita








E já é Ano Novo, outra vez



Quando chega, é sempre pleno de esperanças.


Espera-se o Ano Novo para começar vida nova, para estabelecer novas metas de vida, propósitos renovados para tantas coisas...


É comum as pessoas elaborarem suas listas de bons propósitos para o novo ano.


Mesmo sabendo que o tempo somente existe em função dos movimentos estabelecidos pelo planeta em que nos encontramos, é interessante essa movimentação individual, toda vez que o novo período convencional de um ano reinicia.


Mas, falando de lista de bons propósitos, já se deu conta que, quase sempre, esquecemos o que listamos?


Alguns até esquecemos onde guardamos a tal lista, o que  atesta da  pouca disposição em perseguir os itens elencados.


Ano Novo deve ter um significado especial.


Embora o tempo seja sempre o mesmo, essa convenção se reveste de importância na medida em que, nos condicionando ao início de uma etapa diferente, renovada, sintamo-nos emulados a uma renovação.


Renovação de hábitos, de atitudes, como estar mais com a família, reorganizando as horas do trabalho profissional.


Importar-se mais com os filhos, lembrando-se de não somente indagar se já fizeram a lição, mas participar, olhando, lendo as observações feitas pelos professores nos cadernos, interessando-se pelos conteúdos disciplinares.


Sair mais com as crianças, não somente para passeios como a praia, a viagem de férias.


Mas, no dia a dia, um momento para um lanche e uma conversa, uma saída para deliciar-se com um sorvete.


Outros, para só ficar olhando a carinha lambuzada de chocolate, literalmente afundando-se na taça de sorvete.


Outros, mais longos, para acompanhar o passo vacilante de quem está aprendendo a andar.


Uma tarde para um papo com os que já estão preparando a mochila para se retirar do cenário desta vida, quem sabe, nos próximos meses?


Isto é viver Ano Novo. Sair com amigos, abraçar amigos, sorrir pelo simples prazer de sorrir.


Trocar e-mails afetuosos, não somente os corriqueiros que envolvam decisões e finanças. Usar o telefone para dar um olá, desejar boa viagem, feliz aniversário!


Bom, você também pode fazer propósitos de comer menos doces ou diminuir os carboidratos da sua dieta, visando melhor condição de vida ou simplesmente adequar seu peso.


Também pode pensar em mudar o visual. Quem sabe modificar o corte de cabelo, tentar pentear para outro lado, fazer uma visita ao dentista.
E é claro, um bom check-up. Porque cuidar da saúde é essencial.


Bom mesmo é não esquecer de formular propósitos para sua alma.


Assim, acrescente na lista: estudar mais, ler mais, entender mais o outro, devotar-se a um trabalho voluntário, servir a alguém com alegria e bom ânimo.


Com certeza, cada um terá outros muitos itens a serem acrescentados à lista.


Até mesmo coisas simples como alterar os roteiros de idas e vindas do trabalho-lar-escola.


Ou coisas mais complicadas, como se dispor a pensar um pouco no outro e não exclusivamente em si, no relacionamento a dois.


Imprescindível, no entanto, é que você coloque a lista à vista, para olhar muitas vezes, durante todo o novo ano.


Importante que se lembre de lê-la, para ir acompanhando o que já conseguiu e onde ou em que ainda precisa investir mais, insistindo, até a vitória.


Seja este Ano Novo o ano de concretas realizações na sua vida!




Redação do Momento Espírita. Disponível em www.momento.com.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Deixe aqui um comentário”