Pachelbel - Canon In D Major

quarta-feira, junho 26, 2013

O Prazer de Servir - Gabriela Mistral




O Prazer de Servir

Gabriela Mistral



Toda natureza é um anseio de serviço
Serve a nuvem, serve o vento, serve a chuva
Onde haja uma árvore a plantar, planta-a você
Onde haja um erro a corrigir, corrige-o você
Onde haja um esforço que todos se esquivam,
aceita-o você
Seja o que remove a pedra do caminho,
o ódio entre os corações e as dificuldades do problema



Há uma alegria de ser são e de ser justo, mas há,
sobretudo, a maravilhosa, a imensa alegria de servir.
Que triste seria o mundo se tudo estivesse feito,
se não existisse uma roseira a plantar, uma obra a iniciar.



Que não chamem somente os trabalhos fáceis
É tão bonito fazer o que os outros se recusam
Mas não caia no erro de que só há mérito
nos grandes trabalhos; há pequenos serviços
que são bons serviços: arrumar a mesa,
organizar os livros, pentear uma criança
Aquele que critica, este é o que destrói;
seja você o que serve.



O servir não é trabalho de seres inferiores.
Deus, que dá o fruto e a luz, serve
Poderia chamar-se assim: “Aquele que serve”.
E tem seus olhos fixos em nossas mãos e
nos pergunta a cada dia: Você serviu hoje? A quem?
À árvore? Ao seu amigo? À sua mãe?






* Gabriela Mistral foi a primeira escritora latino-americana a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura em 1945.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Deixe aqui um comentário”