Pachelbel - Canon In D Major

quarta-feira, fevereiro 04, 2015

Preceitos de Paz - André Luiz




Preceitos de Paz

André Luiz


Agora é o seu mais belo momento de realizar o bem.


Ontem passou e amanhã está por vir.


Qualquer encontro é uma grande oportunidade.


Pense nas sementes minúsculas de que a floresta nasceu.


Não deixe de falar, mas aprenda a ouvir.


Quem sabe escutar pacientemente, encontra pistas notáveis para o êxito no serviço que abraçou.


Fuja de cultivar conversações menos dignas.


O interlocutor terá vindo buscar o seu respeito a Deus e à vida, a fim de equilibra-se.


Não dê tempo as lamentações.


Meia hora de trabalho, no auxílio ao próximo, muitas vezes consegue alterar profundamente os nossos destinos.


Não mostre um rosto triste.


Muita gente precisa da sua alegria para levar alegria aos outros.


Não menospreze quem bate à porta, conquanto esteja você disponível.


Em muitas ocasiões, aquele que aparentemente incomoda é o portador de grande auxílio.


A ninguém considere inútil ou fraco.


Um palácio, comumente, é a construção enorme; no entanto, nem sempre oferece agasalho ou acesso, sem a colaboração de uma chave.


Não persista em obstinações, reações ou discussões desnecessárias.


Em muitos casos, um simples prego, atacando uma roda, pode retardar a viagem num carro perfeito.


Auxilie a todas as criaturas que lhe partilham o clima individual.


Ainda mesmo na doença mais grave ou na penúria mais avançada, você pode prestar um grande serviço ao próximo: você pode sorrir.




XAVIER, Francisco Cândido pelo Espírito André Luiz do Livro Meditações Diárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Deixe aqui um comentário”