Pachelbel - Canon In D Major

quinta-feira, novembro 01, 2012

O sufoco do morto no dia 2 de novembro - Gerson Simões Monteiro






O sufoco do morto no dia 2 de novembro

Gerson Simões Monteiro


A oração dirigida aos desencarnados no dia dois de novembro pode ser feita em casa, no leito do hospital, na prisão, no templo religioso, enfim, em qualquer lugar onde estivermos. 


Não é preciso, portanto, orar dentro dos cemitérios para eles ouvirem a nossa oração, mesmo porque as almas não ficam dentro das sepulturas sentindo o mau cheiro dos corpos em decomposição. 


Elas vivem no plano espiritual habitando diversas regiões, ou convivendo lado a lado conosco neste mundo, de acordo com o seu grau de evolução.


Porém, o que importa é orarmos com sinceridade em benefício deles; afinal, se os nossos parentes e amigos já são felizes, as nossas preces aumentarão ainda mais essa felicidade. 


Por sua vez, caso estejam sofrendo, como os espíritos dos suicidas, as nossas orações têm o poder de aliviar os seus grandes sofrimentos. 


Isso acontece, quando oramos, a força do nosso pensamento emite um fio luminoso impulsionado pelo sentimento de amor, que segue em direção ao espírito para o qual rogamos as bênçãos de Deus.


Agora, veja só, leitor amigo: se antes eu já não ia ao cemitério no Dia de Finados, agora muito menos, após ler a mensagem enviada por um “morto” através do médium Chico Xavier. 


O espírito, cujo corpo foi enterrado no dia dois de novembro, relata o sufoco porque passou, diante da grande perturbação do ambiente espiritual do cemitério. 


Essa mensagem psicografada, do livro “Cartas e Crônicas”, citei no capítulo “Finados”, do livro de nossa autoria “O Que Ensina o Espiritismo”, disponíveis no CEERJ: Tel: 2224-1244.



Portanto, de qualquer lugar oremos por eles assim: 




“Senhor, rogo as tuas bênçãos de luz para os meus entes queridos que vivem no mundo espiritual. 


Que minhas palavras e pensamentos dirigidos a eles possam ajudá-los, a fim de continuarem na vida espiritual trabalhando pelo bem onde estiverem. 


Espero com resignação o momento de me reunir a eles na Pátria Espiritual, pois sei que é temporária a nossa separação. Mas, quando tiverem a tua permissão, possam vir ao meu encontro para enxugar minhas lágrimas de saudade”.




Gerson Simões Monteiro - Vice-Presidente da FUNTARSO

e-mail: gerson@radioriodejaneiro.am.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Deixe aqui um comentário”