Pachelbel - Canon In D Major

domingo, dezembro 23, 2012

Vem aí o Natal - Correio Espírita






Vem aí o Natal

Correio Espírita




Vem aí o Natal, e com ele, a expectativa da chegada do Papai Noel.



Desde a antiguidade os Romanos já ofereciam presentes aos seus amigos, durante as festas da Saturnália, onde ofereciam estatuetas de deuses, em argila, pedra-mármore, ouro ou prata, de acordo com possibilidades financeiras. 



Também na durante as calendas ou festividades do Ano Novo romano, costumava-se colocar ramos de pinheiro na porta das casas de pessoas amigas, o que acabou se tornando prática bastante difundida com o crescimento do domínio Romano.



Como conhecemos hoje, os presentes de Natal, se iniciaram com a ideia do papa Bonifácio, no século VII, quando ao término da missa do dia 25 de dezembro, reuniu os sacerdotes para benzerem os pães e distribuí-los ao povo.











A tradição de enviar cartões de Natal tem origem britânica



Conta-se que o cartão de Natal surgiu em 1843, época em que os Contos de Natal de Charles Dickens acabavam de ser lançados, e ao perceber que o ano se findava e não teria tempo de escrever à mão suas felicitações natalinas aos seus amigos, o Sir Henry Cole, diretor do British Museum of London, encomendou as mensagens prontas através dos cartões elaborados pelo artista plástico mais em voga na época, John Callicot Horsley, membro da Royal Academy. Horsley, que pegou um cartão pequeno, quadrado, e dividiu-o em três partes.



Ao centro, desenhou uma família reunida em volta da mesa, bebendo alegremente, e ao lado, crianças esfomeadas recebendo comida e roupas, aa parte de baixo, escreveu: "A merry Chrístmas, a happy New Year to you". 



Depois, os cartões foram impressos em litografia, cem ao todo, e coloridos a mão. Cole despachou cinqüenta pelo correio e vendeu o resto, cada um por um xelim.






Primeira loja de presentes de natal


Temos notícia de que a primeira loja especializada em presentes de Natal e Ano Novo foram fundados em Paris, no ano de 1785.[...]





Fonte:

Correio Espírita. Disponível em http://www.correioespirita.org.br. Acesso: 23 DEZ. 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Deixe aqui um comentário”